Trecho de documento da denúncia do Inter contra o Vitória no STJD (Foto: Reprodução)

Trecho de documento da denúncia do Inter contra o Vitória no STJD (Foto: Reprodução)

RADAR/LANCE!
06/12/2016
17:16
Porto Alegre (RS)

Apesar do recente posicionamento da CBF, o Internacional segue investindo pesado para conseguir se manter na elite do futebol brasileiro no ano que vem. O departamento jurídico do Inter apresentou ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva um documento contendo 42 páginas, que comprovaria a escalação irregular do zagueiro Victor Ramos, do Vitória, em fevereiro, quando ainda disputava o Campeonato Baiano. 

De acordo com a documentação, o Inter sugere que o Leão agiu de "ma-fé"
para poder contar com o jogador. O imbróglio se dá pela transferência do defensor à equipe baiana, uma vez que pertencia ao Monterrey, do México. A hipótese colorada é de que o Vitória não concluiu o procedimento de forma correta com o intuito de não perder os prazos de registro da janela brasileira.

- O Vitória conhecia perfeitamente qual era o procedimento correto a ser adotado, tanto que chegou a iniciá-lo, tendo conscientemente, dolosamente, e de má-fé, decidido não prosseguir por esta via em razão de que isso não satisfaria seus interesses - apresentou o departamento jurídico do Inter, em trecho dos autos do processo, completando: 

- Portanto, o iter procedimental peculiar, anômalo, adotado pelo EC Vitória no caso concreto visava precisamente burlar o prazo estabelecido pelo Regulamento do Campeonato Baiano de 2016 para a inscrição de atletas registrados em virtude de transferências internacionais. 

Os autos do processo ainda indicam que a ação do Vitória não pode ser ignorada pelo STJD. O documento também reforça que a conduta do Leão foi consciente e dolosa.

- Tal burla, aliás, não passou despercebida pelo próprio ex-presidente desta Colenda Corte, Dr. Caio Cézar Vieira Rocha, que, mesmo no âmbito de cognição sumaríssima, ao analisar os autos do Mandado de Garantia, em que a matéria restou ventilada incidentalmente, acertadamente, determinou a baixa dos autos à Procuradoria para a devida abertura de inquérito. A conduta antijurídica do Vitória foi, portanto, consciente e dolosa. 

O Vitória e a CBF têm até esta quarta-feira para se manifestarem sobre o caso. Após esta data, o STJD definirá se irá acatar ou não a denúncia realizada pelo Internacional. 

No Campeonato Brasileiro, o Inter chega à última rodada, no domingo, com grandes chances de rebaixamento. A equipe gaúcha enfrenta o Fluminense, às 17h, no Giulite Coutinho, mas não depende apenas de si para se manter na Série A em 2017. O Colorado ainda precisa torcer por um tropeço do Sport diante do Figueirense ou de uma derrota de goleada do Vitória para o Palmeiras, atual campeão Brasileiro.