Alex - Internacional

Alex durante treino do Inter, antes de jogo decisivo contra o Cruzeiro (Foto: Itamar Aguiar/Freelancer/Lancepress!)

RADAR/LANCE!
27/11/2016
14:13
Porto Alegre (RS)

O Internacional pode decidir neste fim de semana o seu destino no Campeonato Brasileiro. A luta contra o rebaixamento tem início neste domingo, às 17h, no Beira-Rio, quando a equipe gaúcha recebe o Cruzeiro, pela penúltima rodada da competição nacional. 

À beira do rebaixamento e vivendo o momento mais delicado de sua história, o Inter busca motivação em um grande ídolo: Fernandão. O meia Alex, em entrevista coletiva, lembrou o discurso do atacante falecido em 2014, e pediu uma dedicação extra aos companheiros de equipe para evitar o aquilo que pode significar o rebaixamento inédito na história do clube. 

-  Tudo é possível se você vai lá, queira e busque o algo a mais. Aquilo que o Fernandão falou para nós no Mundial? Dar seu máximo, mas quando achar que deu o máximo, vai dar o algo a mais. Futebol não dá oportunidades se não escrever uma história - disse o meia.

Antes do duelo decisivo diante dos mineiros, Alex reconheceu que o Inter ficou devendo nesta temporada do Brasileiro, mas apostou que o torcedor colorado estará junto do clube independentemente do resultado de domingo. 

- A gente não tem o que cobrar do torcedor. O torcedor é a resposta do que a gente faz em campo. Independente de qualidade, preferências e nomes. Se o clube se dedicar, suar a camisa, estará com a gente. Não posso vir aqui, temos pouco direito de falar para o torcedor, devemos muito para eles esse ano. Tenho certeza que vai vir e apoiar. Vai prosseguir ou não dependendo do que a gente fizer em campo - disse Alex, complementando:

- A gente vê pessoas conquistando coisas e acha que é fácil. É trabalho e capacidade por trás disso. Acima de tudo, alguém que se dedica e está disposto a sofrer, apanhar e ter dor para conquistar. O mérito estamos para provar, vencer mais no começo, é o momento mais fácil. Agora é o momento de mostrar méritos - concluiu o meia. 

Preocupado com o resultado da partida contra o Cruzeiro, a diretoria colorada decidiu reforçar a segurança no Beira-Rio e instalou portões de ferro, de 2,40m de altura, em algumas áreas do estádio para impedir que torcedores tenham contato com a diretoria, imprensa e jogadores. 

Para se manter na elite do Brasileiro, o Inter precisa vencer o Cruzeiro e torcer para que o Vitória não vença o Coritiba, em partida a ser realizada no Couto Pereira, nesta próxima segunda-feira.