icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/08/2015
00:19

Ídolo da torcida e líder do elenco do Internacional, D'Alessandro não dava entrevista desde a eliminação do clube na Copa Libertadores, para o Tigres (MEX), no dia 22 de julho. Nesta quarta-feira, na chegada do Colorado em São Paulo, onde enfrentará o Ituano, pela Copa do Brasil, o meia argentino quebrou o silêncio.

Questionado sobre o início de trabalho de Argel Fucks à frente do Internacional, D'Alessandro é só elogios. O capitão do Inter negou que o treinador tenha imposto uma cartilha de comportamento o profissionalismo do novo comandante.

- Ele tem uma maneira diferente de trabalhar que o time todo aceitou e está se entendendo muito bem. Não é fácil chegar a um clube e ter resultado rápido e ele conseguiu. Temos que saber que somos empregados do clube e temos que trabalhar e ser profissionais fazer as coisas. Não tem cartilha, nada. Simplesmente, são coisas normais do futebol. Tem que cumprir horário - afirmou o camisa 10, antes de completar:

- O Argel tem uma maneira diferente de pensar que o Diego (Aguirre). O Diego era muito mais tranquilo, já o Argel tem uma personalidade muito mais parecida com a minha. Ele gosta das coisas da forma como tem que ser. Ele tem um caráter que faz bem para o futebol e faz bem para este momento do Inter.

Na partida de ida, o Internacional venceu por 2 a 0 no Beira-Rio e abriu uma boa vantagem no confronto com o Ituano. Para o capitão, a eliminação do Goiás para o Brasília, na Copa Sul-Americana, serve de alerta para o Colorado, que joga nesta quinta-feira, às 20h, no Estádio Novelli Júnior.

- Foi em outra competição, mas serve de exemplo. O Goiás foi eliminado para o Brasília. Excesso de confiança e não respeitar o adversário são coisas que não podem acontecer. Não acho que isso ocorreu com o Goiás, mas serve para ficar alerta.

Ídolo da torcida e líder do elenco do Internacional, D'Alessandro não dava entrevista desde a eliminação do clube na Copa Libertadores, para o Tigres (MEX), no dia 22 de julho. Nesta quarta-feira, na chegada do Colorado em São Paulo, onde enfrentará o Ituano, pela Copa do Brasil, o meia argentino quebrou o silêncio.

Questionado sobre o início de trabalho de Argel Fucks à frente do Internacional, D'Alessandro é só elogios. O capitão do Inter negou que o treinador tenha imposto uma cartilha de comportamento o profissionalismo do novo comandante.

- Ele tem uma maneira diferente de trabalhar que o time todo aceitou e está se entendendo muito bem. Não é fácil chegar a um clube e ter resultado rápido e ele conseguiu. Temos que saber que somos empregados do clube e temos que trabalhar e ser profissionais fazer as coisas. Não tem cartilha, nada. Simplesmente, são coisas normais do futebol. Tem que cumprir horário - afirmou o camisa 10, antes de completar:

- O Argel tem uma maneira diferente de pensar que o Diego (Aguirre). O Diego era muito mais tranquilo, já o Argel tem uma personalidade muito mais parecida com a minha. Ele gosta das coisas da forma como tem que ser. Ele tem um caráter que faz bem para o futebol e faz bem para este momento do Inter.

Na partida de ida, o Internacional venceu por 2 a 0 no Beira-Rio e abriu uma boa vantagem no confronto com o Ituano. Para o capitão, a eliminação do Goiás para o Brasília, na Copa Sul-Americana, serve de alerta para o Colorado, que joga nesta quinta-feira, às 20h, no Estádio Novelli Júnior.

- Foi em outra competição, mas serve de exemplo. O Goiás foi eliminado para o Brasília. Excesso de confiança e não respeitar o adversário são coisas que não podem acontecer. Não acho que isso ocorreu com o Goiás, mas serve para ficar alerta.