Na fase de treinos das seleções juvenil e júnior começam a padronizar a técnica de jogo. Foto: Divulgação CBHb

Na fase de treinos as seleções juvenil e júnior começam a padronizar a técnica de jogo. Foto: Divulgação CBHb

Tábata Machado
20/01/2016
20:11
Blumenau (SC)

A prática que já era realizada no naipe masculino agora começa a ser ampliada no naipe feminino. A padronização das seleções femininas está sendo iniciada no primeiro treino das equipes de base que acontece em Blumenau, Santa Catarina, onde os técnicos da seleção adulta Morten Soubak, da seleção juvenil Cristiano Rocha e da seleção júnior Daniel Suarez.

A ideia é manter as equipes com um mesmo estilo de jogo para que nas transições de atletas entre categorias as atletas sintam menos a adaptação. Além disso as jogadoras que forem requisitadas para partidas na categoria a sua frente já conheceram o esquema de jogo utilizado nos times.

A continuidade do trabalho demonstra o amadurecimento das equipes e parece decretar o fim do desentendimento entre a Confederação Brasileira de Handebol e o dinamarquês Morten Soubak ao fim do último mundial adulto feminino. As comissões técnicas já haviam realizado o trabalho de integração em novembro de 2015 quando o cubano Daniel Suarez assumiu o comando do time adulto durante o amistoso do Paraguai e Cristiano Rocha fez parte da comissão técnica do Mundial da Dinamarca.

A experiência do dinamarquês Morten trará procura amadurecer a técnica brasileira em quadra. A fase de treinamento das equipes visa um ano em que além do Pan-Americano e Olimpíadas do Rio ainda terão a disputa dos mundiais júnior e juvenil.