Romildo Bolzan Jr

Foto: Félix Zucco /Agencia RBS

LANCE!
15/06/2017
14:32
Porto Alegre (RS) 

O sorteio das oitavas de final da Libertadores foi benéfico ao Grêmio, que encara o Godoy Cruz (ARG)? Não é este o discurso compartilhado pelos dirigentes. O mandatário do Tricolor, Romildo Bolzan Jr, destacou a rivalidade entre os times brasileiros e argentinos e pediu cautela com time da província de Mendoza. 

 - É um adversário da Argentina, as equipes deles que avançaram são muito qualificadas. Não dá para achar que teremos facilidade. Serão dois jogos muito difíceis, ainda mais pelo espírito de enfrentamento entre brasileiros e argentinos - comentou o presidente do Grêmio, ao jornal Zero Hora. 

 O dirigente destacou ainda que se o time se classificou às oitavas é porque tem as suas qualidades. O time argentino foi o segundo no grupo que também tinha o Atlético-MG, com 11 pontos.  Por fim, ele exaltou a proximidade das cidades de Godoy Cruz e Porto Alegre e as semelhanças climáticas. 

 - As informações que temos é de que é um time que se classificou com méritos, não é o nome que diz se é forte ou fraco.  Lá não temos problemas de ordem climática, essa é a unica vantagem. Podemos ter uma logística comum - completou. 

Tolima e Palestino 

Outro dirigente a comentar sobre o sorteio foi o diretor de futebol, Saul Berdichevski. Ele lembrou de duas eliminações recentes e traumáticas para outros times brasileiros: o Flamengo, eliminado pelo Palestino (CHI) na Sul-Americana de 2016 e o Corinthians, que perdeu a pré-Libertadores de 2011 para o Tolima (COL). 

 - Nós não estamos eufóricos por que é o Godoy Cruz (o adversário). Temos alguns exemplos interessantes, como Palestino contra o Flamengo e o Tolima contra o Corinthians. Eram barbada e não foram barbada. Barbada mesmo se faz é dentro de campo, jogando com a força e a garra que o Grêmio joga - comentou Saul. 

No Campeonato Brasileiro, o Grêmio volta a campo nesta quinta-feira, às 21h, quando visita o Fluminense, no Maracaña, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor está em segundo, com 15 pontos, quatro a menos que o líder Corinthians.