LANCE!
05/02/2017
19:00
Caxias do Sul (RS) 

Seguindo os passos do Inter, que perdeu no último sábado por 2 a 1 para o Novo Hamburgo, em casa, o Grêmio saiu de campo com um resultado amargo. Na Serra Gaúcha, o Tricolor perdeu pelo mesmo placar para o Caxias, em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Gaúcho. Gilmar fez os dois gols do Caxias, enquanto Bolanos descontou para os visitantes. 

Com o resultado, o Grêmio caiu para a quarta  colocação, com três pontos. O Caxias está com a mesma pontuação, mas uma posição acima. A vitória dos mandantes foi muito comemorada pelo Novo Hamburgo, o algoz do Inter. Isso porque, com seis pontos em dois jogos, virou líder isolado da competição. Quem poderia alcançá-lo (São Paulo, que empatou com o Juventude em 1 a 1 e o próprio Grêmio tropeçaram).  O Inter está em décimo, com apenas um ponto. 

O jogo começou equilibrado. O Caxias tinha a posse de bola e criava mais, sem sequer assustar o gol de Marcelo Grohe. Já o Grêmio, acuado mas nem tanto, tentava encaixar um contra-ataque.

E assim quase abriu o placar com Pedro Rocha, que perdeu um gol na pequena área após receber cruzamento de Ramiro. O volante gremista, por sua vez, recebeu belo passe na direita após Luan, na raça, passar por quatro marcadores.  O Caxias respondeu na sequência. Wagner, de voleio, mandou por cima do gol gremista. 

Quando Márcio Goiano cobrou uma falta por cima da meta defendida por Grohe, o jogo passou a ter novo cenário. O Grêmio foi se soltando e tomando conta do jogo. Novamente com a dupla Ramiro e Pedro Rocha, o Tricolor quase tirou o zero do placar. Desta vez, com a cabeça.  

O volante cruzou na medida para Rocha cabecear sozinho com o goleiro, mas o cabeceio foi para baixo e Marcelo Pitol, ex-goleiro do Grêmio fez linda defesa. Em seguida, Douglas bateu falta que obrigou nova defesa de Pitol. 

No segundo tempo,  os dois times apresentaram a mesma postura do final do primeiro. O Grêmio era mais incisivo e o Caxias esperava. Mas foi o time da Serra Gaúcha quem chegou mais perto de abrir o placar. Edson Borges ganhou no alto de Geromel e tirou tinta da trave de Grohe.

Dois minutos depois, pênalti para o Caxias. Kannemann foi desviar cruzamento de Márcio Goiano, mas sem querer usou a mão. Gilmar não quis nem saber e converteu. Bola para um lado, goleiro para o outro e 1 a 0. Imediatamente, Renato Gaúcho colocou Jael no lugar de Pedro Rocha. 

Mas o Grêmio sentiu o gol e não demorou muito para o próprio Gilmar ampliar. De cabeça, o atacante subiu mais alto que Marcelo Oliveira e estufou as redes. Renato mexeu novamente: Everton entrou no lugar de Leonardo Gomes, para o time ganhar em ofensividade. Em vão.

O Caxias continuou mandando na partida, com boas chegadas de Jajá e Wagner. O Grêmio quase descontou com Everton. No final do jogo, Renato Gaúcho tirou Jaílson e colocou Bolaños.  E o equatoriano deu um fio de esperança aos gremistas, descontando aos 49. Ele tentou um passe na entrada da pequena área, mas a bola desviou na zaga, nele mesmo e entrou devagar.