LANCE!
19/10/2017
21:54
Salvador (BA)

Em um jogo movimentado e recheado de viradas, o Atlético-PR bateu o Vitória por 3 a 2, na noite desta quinta-feira, no Barradão, e respirou aliviado no  Brasileirão. O destaque da partida foi o atacante Ribamar, autor de dois gols. Com o triunfo, o Furacão pulou para a 9ª posição, com 38 pontos - seis distante do Z4. Já o time baiano parou nos 33 pontos, caiu para a 16ª colocação, no limite dos times fora da zona do rebaixamento, e seguiu como o pior mandante da Série A, com apenas dois triunfos dentro de casa.

O Atlético-PR surpreendeu o Vitória no início do jogo. Logo aos dois minutos, o atacante Ribamar fez boa jogada individual e exigiu uma boa defesa do goleiro Caíque, do Vitória. Mas na cobrança do escanteio, o centroavante atleticano não desperdiçou e abriu o placar.

Com o 1 a 0 a favor dos visitantes, o Vitória se atirou em busca do gol de empate. A principal arma era o lado direito do ataque. Embora tenha sido um tanto desorganizada, a pressão do time baiano deu resultado aos 23 minutos. Em posição irregular, Caíque Sá recebeu na direita e cruzou para Juninho, que se enroscou com Jonathan e caiu dentro da grande área. Pênalti, que foi bem cobrado pelo atacante Neílton, que empatou o duelo.

Já com o 1 a 1 no placar, os dois goleiros passaram a se destacar, ambos com duas defesas. Pelo lado do Vitória, Wallace Reis e Caíque Sá pararam em Weverton. Já o Furacão viu chutes de Jonathan e de Douglas Coutinho serem barrados pelo Caíque. 

No início do segundo tempo, o Vitória chegou ao gol da virada. Aos quatro minutos, o atacante David puxou rápido contra-ataque e serviu o artilheiro Trellez, que não desperdiçou.  2 a 1.

Mesmo em vantagem no placar, o Vitória continuou pressionando. Neílton teve uma boa oportunidade para marcar o terceiro. Em desvantagem, o Atlético-PR foi para cima - até impulsionado pelas trocas do técnico Fabiano Soares. A recompensa veio aos 20 minutos, quando Fabrício lançou Lucho, que dentro da área serviu Douglas Coutinho, que não desperdiçou. 

Como o empate era ruim para o Vitória, o técnico Vágner Mancini respondeu na mesma moeda de Fabiano Soares: tirou o volante Fillipe Souto e colocou o atacante André Lima. Na primeira vez em que tocou na bola, o centroavante quase marcou de cabeça. 

Se o atacante do Vitória desperdiçou, o do Atlético-PR foi fatal. Aos 33, após uma linda bola enfiada por Guilherme, o centroavante Ribamar cabeceou a bola para o fundo da rede, virando o placar mais uma vez.

Logo após o gol, o Atlético-PR quase fez o quarto com Ribamar, mas o goleiro Caíque salvou. Depois disso, o Vitória pressionou muito. André Lima pediu pênalti de Thiago Heleno, enquanto o lateral Juninho assustou o Furacão em duas oportunidades.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 2 X 3 ATLÉTICO-PR


Local: Barradão, Salvador (BA)
Data-Hora: 19/10/2017 - 20h
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Christhian Passos Sorence (GO)
Público/renda: 7741 pagantes/ 8311 total/ R$ 95.984,00
Cartões amarelos: Lucho e Ribamar (CAP)
Gols: Ribamar, 03`1ºT (0-1)/ Neilton, 24`1ºT (1-1)/ Trellez, 04`2ºT (1-2)/ Douglas Coutinho, 20`2ºT (2-2)/ Ribamar, 33`2ºT (2-3)

VITÓRIA: Caíque; Caíque Sá (Patric/22`2ºT), Wallace, Ramon e Juninho; Fillipe Souto (André Lima/28`2ºT), Uillian Correia, Yago, Neílton (Danilinho/36`2ºT) e David; Trellez. Técnico: Vagner Mancini.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Pavez (Lucas Fernandes/11`2ºT), Lucho (Rossetto/ 22`2ºT) Gedoz (Fabrício/intervalo), Guilherme e Coutinho; Ribamar. Técnico: Fabiano Soares.