Arena da Baixada

UFC almeja público de 48 mil pessoas na Arena da Baixada. (Divulgação/UFC)

Guilherme Moreira
10/03/2016
18:27
Curitiba (PR)

Com nove lutas confirmadas até aqui, o Ultimate Fighting Championship (UFC) quer colocar duas lendas paranaenses no evento do dia 14 maio, na Arena da Baixada. Anderson Silva e Maurício Shogun ainda não foram descartados pela organização.

Em visita à Curitiba nesta quinta-feira, o diretor-geral do UFC Brasil, Giovani Decker, comentou sobre a possibilidade de ver os curitibanos lutando no maior evento brasileiro. A capital paranaense é conhecida por revelar divertos lutadores e a presença de ambos aumentaria a expectativa dos fãs do MMA.

- Até o final vamos tentar trazer o Anderson. Ele está a fim de lutar, nós também queremos. Mas está difícil achar um adversário do nível do Anderson, um cara lendário. Pensamos em todas as hipóteses possíveis. Só que não dá para botar em qualquer luta - comentou Decker. 

Silva, que perdeu por pontos na luta principal do UFC Londres para Michael Bisping, voltou aos treinos nesta quinta-feira. O lutador, inclusive, voltou a treinar no Brasil e aguarda uma posição do UFC. Silva, ex-campeão dos médios (até 84 kg), não se apresenta em Curitiba há 14 anos. Seu treinador, Rogério Camões, sugeriu o americano Tim Kennedy e o iraniano/armênio/holandês Gerard Mousasi como opções.

Já Shogun possui mais chances de lutar em casa. O curitibano enfrentaria Rashad Evans no dia 16 de abril, nos Estados Unidos, mas se lesionou durante a semana. E o ex-campeão dos meio-pesados (até 93 kg) ganhou uma grande esperança.

- Tínhamos praticamente desistido, porque o Shogun tinha compromisso com a Fox, era o co-main event (segundo evento principal) de um evento de tevê aberta nos Estados Unidos. Agora reacendeu tudo de novo. Se a lesão for pequena, vamos com tudo para trazer o Shogun - falou o diretor-geral do UFC.

Decker ainda comentou que, se a lesão fosse pequena, a possibilidade aumentaria muito. Shogun, logo após a lesão, afirmou que espera se recuperar ainda nesse semestre para voltar ao octógono.

- Infelizmente sofri uma pequena lesão durante os treinamentos. Foi o suficiente para me impossibilitar de lutar daqui a um mês. Já estou me recuperando, e espero voltar ao octógono em breve, se possível ainda no primeiro semestre. Lesões fazem parte do esporte, logo estarei em ação de novo - disse o lutador.

A luta principal na Arena da Baixada será entre o gaúcho Fabrício Werdum e o americano Stipe Miocic pelo título dos pesados (até 120 kg).

Confira o card do UFC 198:
Fabricio Werdum x Stipe Miocic
Ronaldo Jacaré x Vitor Belfort
Demian Maia x Matt Brown
Rogério Minotouro x Patrick Cummins
Thiago Marreta x Nate Marquardt
Evan Dunham x Léo Santos
Bryan Barberena x Warlley Alves
Francisco Massaranduba x Yancy Medeiros
Serginho Moraes x Kamaru Usman