Vinícius

Vinícius comemora o título paranaense com regata da organizada do Atlético-PR. (Giuliano Gomes/PR PRESS)

Guilherme Moreira
18/05/2016
08:00
Curitiba (PR)

Algo raro no futebol moderno, Vinícius se destaca no Atlético-PR não apenas por seu desempenho dentro de campo. O meia rubro-negro, assim como era comum num passado não tão distante, aproveita para provocar rivais fora das quatro linhas e acredita que isso faça falta no mundo futebolístico.

Antes de vir para o Furacão, o jogador se envolveu em casos polêmicos no Fluminense em 2015. Em uma declaração, o meio-campista afirmou que o time e a torcida tricolor ficariam felizes se a equipe ajudasse a rebaixar o Vasco - no caso, perdendo para um concorrente direto do rival.

No mesmo mês, no final de novembro, em colisão para renovar com a equipe carioca, o meio-campista teve que desativar suas redes sociais depois de debochar do fato de ter sido afastado pela direção do Flu. As partes não chegaram a um consenso para sua permanência.

- Hoje falta sim (esse tipo de atleta polêmico). Ano passado eu tive algumas polêmicas no Rio de Janeiro. Esse ano até quis ficar mais tranquilo por isso. Até pela falta disso tudo, as pessoas são julgadas erradas - opinou. 

Primeiro reforço do Atlético-PR para 2016, contratado em dezembro do ano passado, o Vinícius chegou com moral. Afinal, o atleta é torcedor do clube desde a infância e manteve o sentimento apesar de ter sido formado nas categorias de base do Paraná e atuado, em seguida, pelo Coritiba.

E foi justamente contra o maior rival que o jogador mais provocou e teve o prestígio elevado. Mesmo fora das finais do Campeonato Paranaense, após se machucar no segundo jogo da semifinal contra o Tricolor, o jogador não se aguentou e cutucou o Verdão.

Com o título estadual, depois de triunfos por 3 a 0 e 2 a 0 diante do Coxa, Vinícius usou as redes sociais para provocar a torcida coxa-branca. Na primeira, o camisa 22 postou a imagem de uma coxinha chorando. Já a segunda, com um porco na camisa, o meia escreveu "o campeão e o vice".

As postagens foram publicadas no Instagram. Mas uma delas também pode ser vista no aplicativo Snapchat, na ocasião. Como era esperado, os torcedores alviverdes não gostaram e fizeram diversos comentários em suas postagens, com a torcida rubro-negra o defendendo.

- Quando você é campeão em cima do maior rival e sendo torcedor do clube, não consegui segurar a euforia. Não tinha como. Tenho amigos que torcem para o rival e claro que eu tive que dar uma brincada - comentou, sem arrependimentos.

Por outro lado, Vínicius sabe que é preciso personalidade para aguentar as respostas dos demais. Contra o ex-time, na Primeira Liga, por exemplo, o meio-campista foi muito vaiado pela torcida tricolor nos dois jogos. Em Volta Redonda, fez o gol da vitória. Já em Juiz de Fora, a equipe foi derrotada e ficou com o vice-campeonato.

Além disso, o atleta não pode se firmar apenas fora de campo. Antes titular absoluto, o meio-campista tem concorrência no elenco e mantém o foco, com a consciência de que futebol é resultado.

- Essa disputa no elenco é boa e quem tem a ganhar é o Atlético-PR. Tive essa lesão que me tirou das finais, mas estou trabalhando para evoluir a cada dia. Comecei o ano bem e os números ainda estão bons - finalizou.

O Atlético-PR entra em campo nesta quarta-feira, às 19h30, pelo jogo da volta da segunda fase da Copa do Brasil, diante do Dom Bosco-MT, na Arena da Baixada.