Na Série B em 2012, Atlético-PR garantiu o acesso no Eco-Estádio

Site oficial/ Atlético-PR
Atlético-PR já mandou 30 jogos no Eco-Estádio 

Daniel Piva
03/02/2016
16:29
Curitiba (PR)

Nesta quarta-feira à noite, o Atlético-PR realiza o primeiro jogo em Curitiba em 2016. O duelo diante do Maringá, às 19h30, é válido pela segunda rodada do Estadual. Apesar do Furacão ser o mandante, não é possível dizer que ele joga em casa, apesar de conhecer muito bem o Eco-Estádio, local escolhido para mandar as duas primeiras partidas na capital paranaense.

O Atlético-PR joga no Eco-Estádio pois está instalando o gramado sintético na Arena da Baixada. As obras começaram no meio de dezembro de 2015 e a conclusão é prevista para daqui duas semanas.

Assim, o clube tinha que buscar um local para jogar em Curitiba os dois primeiros jogos em casa - contra Maringá e J. Malucelli, respectivamente. Após tentativas com os rivais Coritiba e Paraná, a diretoria atleticana fechou acordo com o Jotinha, para mandar estes duelos no Eco-Estádio. "A única ressalva que fazemos é de ser um estádio que não comporte todos os nossos torcedores. Mas pedimos paciência a eles, pois é por um bom motivo", pondera o técnico Cristóvão Borges.

Jogar no Eco-Estádio está longe de ser uma novidade para o Atlético-PR. Enquanto a Arena da Baixada passava pelas obras visando a Copa de 2014, o clube mandou 30 jogos no estádio e obtém um bom aproveitamento: 19 vitórias, oito empates e apenas três derrotas. O momento mais especial foi na última rodada da Série B em 2012, quando o clube garantiu o retorno à elite após empatar por 1 a 1 com o Paraná. "A gente vai voltar a um lugar que nos acolheu bem. Fizemos de lá a nossa casa, o que foi decisivo para o nosso acesso", relembra o goleiro Weverton, um dos remanescentes daquela equipe.