Vila Nova-GO x Paraná

Atacante paranista foi expulso após empurrar zagueiro adversário. (Reprodução/PFC)

Guilherme Moreira
03/06/2016
23:38
Curitiba (PR)

O Paraná empatou com o Vila Nova-GO nesta sexta-feira, no Serra Dourada, por 0 a 0, pela sexta rodada da Série B. O resultado foi comemorado pelas circunstâncias, já que o time paranaense ficou 10 jogadores desde os 11 minutos de jogo.

Após levar cartão amarelo no primeiro minuto, quando o árbitro Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (PA) alegou que Robson simulou uma penalidade, o atacante foi expulso dez minutos depois. Depois de sofrer falta, o camisa 11 reclamou e empurrou o zagueiro adversário - o juiz viu agressão e expulsou.

- (A expulsão) Atrapalha. Falam que é choro, que reclamamos, mas fomos prejudicados. Teve pênalti nosso. Se ele não deu, não foi simulação. Robson disse que, na expulsão, o adversário valorizou. Ele estragou o jogo com dez minutos - lamentou o técnico Claudinei Oliveira. 

Com um a menos, o Tricolor tratou de se defender e fechou bem as duas linhas de quatro, deixando pouco espaço para o Tigre. A equipe da casa, em toda a partida, teve apenas duas chances claras - uma em cada tempo. Sem força ofensiva, entretanto, o Paraná errou muitos passes no meio e não conseguiu chegar na meta adversária.

- Fizemos as linhas de quatro tão bem, eles merecem ser parabenizados. Não conseguimos encaixar o contra-ataque, faltou um passe melhor. Mas era difícil ir bem defensivamente e ofensivamente com 10. Hoje avaliamos o comprometimento e essas linhas, porque treinamos muito no dia a dia.
Melhoramos bem. Estivemos bem encaixados e preservamos o empate, pelo menos - comentou o comandante paranista.

Com nove pontos, o clube paranaense é o novo colocado. Na terça-feira, às 19h15, o Tricolor recebe o Atlético-GO, na Vila Capanema.