treino Paraná

Diego Tavares (à esq.) foi destaque atuando de meia na vitória contra o Londrina, no sábado. (Divulgação/Paraná)

Guilherme Moreira
12/09/2016
18:52
Curitiba (PR)

Embalado por não perder há três jogos, o Paraná recebe o Vila Nova-GO nesta terça-feira, às 19h15, na Vila Capanema, pela vigésima quinta rodada da Série B. Um novo triunfo pode aproximar o time paranaense do G-4, que voltou a ser um sonho possível.

Decisivo no triunfo contra o Londrina, atuando como meia-atacante, Diego Tavares vê o duelo como decisivo para as pretensões do Tricolor no Campeonato Brasileiro. O atleta, assim como o companheiro Nadson comentou após a partida do final de semana, aposta na luta pelo acesso. O adversário está duas posições acima, mas com a mesma pontuação.

- É jogo de seis pontos, é ganhar ou ganhar. Sabemos da necessidade do resultado positivo para nos mantermos na briga pelo acesso e, de quebra, já podemos frear o ímpeto do Vila Nova na competição, que está na disputa conosco. Um jogo de vital importância e todos dentro do grupo estão focados para realizar uma grande partida - prometeu. 

Autor do primeiro gol diante do Tubarão, Guilherme Queiroz pensa que ainda é melhor pensar jogo a jogo no restante da competição. O atacante prega, assim, o mesmo discurso do treinador paranista, que não acredita que a vitória faça o Paraná sonhar com o seleto grupo que sobe à Série A - a diferença atual é de cinco pontos e o clube ocupa a décima posição, com 33 pontos.

- Quanto mais longe do Z4, melhor. A gente pensa assim. Eu penso no próximo jogo só, no Vila Nova, e temos que subir um degrau por vez. Temos que ter os pés no chão. Viemos de três resultados bons e temos que dar continuidade. Então, acho que estamos no caminho certo, pensando jogo após jogo e trabalhando muito para que as coisas continuem dando certo - afirmou.

O técnico Marcelo Martelotte bem queria, mas não vai repetir a mesma escalação da rodada passada. Suspenso, o zagueiro Leandro Silva desfalca a equipe e Alisson tende a entrar nessa vaga. O restante é o mesmo: Marcos; Lucas Taylor, Alisson, João Paulo e Henrique Gelain; Lucas Otávio, Anderson Uchôa, Diego Tavares e Nadson; Guilherme Queiroz e Fernando Karanga.