Lúcio Flávio

Lúcio Flávio, com nove gols no ano, é a esperança de gols do Tricolor. (Giuliano Gomes/PR PRESS)

Guilherme Moreira
23/04/2016
08:15
Curitiba (PR)

Em desvantagem, o Paraná precisa vencer o Atlético-PR no domingo, às 16h, no Estádio Durival Britto e Silva, pelo jogo da volta da semifinal, para chegar à finalíssima. A equipe paranista, que terminou a primeira fase na liderança, espera voltar a fazer bons jogos.

Na semifinal do Estadual após oito anos, o Tricolor teve a melhor campanha geral até as quartas de final da competição, sendo ultrapassado pelo Coritiba. Nos duelos do mata-mata, o time atuou bem somente no duelo da ida contra o Foz do Iguaçu, quando venceu por 3 a 0 fora de casa.

Após um início arrasador nas rodadas iniciais, o Paraná caiu de rendimento e tenta se espelhar justamente em um confronto contra o Furacão, no triunfo por 1 a 0, na Vila Capanema. Com um a menos, a equipe se superou e conseguiu manter a vitória até o final sem oferecer chances ao adversário. 

- Esperamos fazer um grande jogo. Acho que somos favoritos por jogar em casa - sentenciou Claudinei Oliveira

Esse resultado, entretanto, leva a decisão para as penalidades. Para avançar direto, o Tricolor precisa vencer por dois gols de diferença e busca fazer sua melhor atuação em 2016 para garantir a vaga - o time paranista não disputa uma final desde 2007 - quando perdeu o título para o Paranavaí. No ano anterior foi campeão contra a Adap.

- É esperar fazer o melhor jogo do ano. Estamos mobilizando os atletas para que, se Deus quiser, em três partidas podemos nos sagrar campeões. Temos chances e vamos nos dedicar para isso - comentou o técnico Claudinei Oliveira.

O comandante, aliás, assumiu o favoritismo por jogar diante da sua torcida. Na partida de ida, Oliveira admitiu que o rival tinha vantagem e, no final, a opinião foi confirmada com a derrota tricolor por 2 a 1. 

- Esperamos fazer um grande jogo. Acho que somos favoritos por jogar em casa. Time mandante sempre leva uma pequena vantagem, então temos que fazer valer o nosso mando, respeitando o Atlético-PR - completou.

O Paraná vai a campo com: Marcos; Nei, Alisson, Demerson e Fernandes (Rafael Carioca); Jean, Anderson Uchôa, Nadson, Válber e Robson; Lúcio Flávio.