Jogador ganhará um aumento salarial para ficar no Coxa, que promete adquirir mais 35% dos direitos do zagueiro

Jogador ganhará um aumento salarial para ficar no Coxa, que promete adquirir mais 35% dos direitos do zagueiro (Foto: Rádio Transamérica)

Daniel Piva
20/05/2016
11:59
Curitiba (PR)

O Coritiba recusou as propostas feitas pelo Flamengo e pelo Lyon-FRA, e o zagueiro Juninho continuará no clube paranaense. A estratégia da diretoria alviverde é de manter uma base forte para a disputa da Série A, valorizar ainda mais o prata da casa e, quem sabe, negociá-lo no fim do ano.

Para manter Juninho, o Coxa teve que aumentar o salário do jogador e, consequentemente, a multa rescisória. O novo vínculo do atleta com o clube terá duração até metade de 2020.

O Verdão, mesmo sem confirmar oficialmente, já está acertado para a compra de mais 35% dos direitos econômicos do jogador. Com 50% atualmente, o Coritiba terá 85% em uma futura venda. 

- Hoje nós temos 50%. Nós estamos tentando adquirir uma outra parte do passe do atleta com o Junior Team e estamos em negociação - revelou o presidente Rogério Bacellar. 

O defensor demonstrou tranquilidade com o assédio, mesmo com propostas oficiais do clube francês e do Flamengo - ambas as ofertas giravam na casa dos R$ 12 milhões. No fim, a vontade do atleta definiu o desfecho da negociação.

- Vou mostrar em campo por que eu quis ficar aqui no Coritiba. Foi tranquilo e ontem decidi que queria ficar aqui. Meus planos são os mesmos. A gente tem que manter a cabeça tranquila, meu foco agora é permanecer no clube. Agora é procurar fazer história aqui no clube e é isso que vou tentar fazer - declarou o defensor, que é uma das principais apostas do Coxa para realizar uma boa campanha na Série A.

Juninho chegou ao clube ainda nas categorias de base, em 2012. Passou pelas equipes Sub-17 e Sub-20 e, no ano passado, foi promovido para a equipe principal, estreando diante do Corinthians. O atleta tem 40 jogos com a camisa coxa-branca, todas como titular.

Além dele, o Coritiba também garantiu a permanência do zagueiro Walisson Maia. O prata da casa, atualmente na reserva do time paranaense, estava nos planos do Figueirense e poderia ser envolvido em uma troca com Bressan, do Grêmio - os dois têm o mesmo empresário.

- O Walisson Maia vai ficar aqui no Coritiba. Houve sim uma proposta oficial por ele, mas isto já foi definido. O jogador permanece aqui - garantiu o gerente de futebol, Valdir Barbosa.