Lúcio Flávio, de cavadinha, marcou um dos gols contra o Rio Branco

Lúcio Flávio, de cavadinha, marcou um dos gols contra o Rio Branco. (Divulgação/Paraná)

Guilherme Moreira
17/02/2016
17:09
Curitiba (PR)

Quatro vitórias em quatro jogos, 100% de aproveitamento e liderança isolada do Campeonato Paranaense. A boa fase do Paraná neste início de temporada não traz desconfiança ao elenco. A equipe garante que vai seguir jogo a jogo em busca do título.

Sem levantar a taça desde 2006, o Tricolor foi finalista no ano seguinte e ficou com o vice-campeonato diante do Paranavaí. Depois disso, nenhuma final e apenas uma semifinal em 2009, deixando um retrospecto ruim para um clube que se acostumou com decisões nos anos 90.

Em 2014, o Paraná acabou na primeira colocação e teve vantagem na fase mata-mata do Estadual. Entretanto, após vencer o Atlético-PR por 2 a 1 no Eco-Estádio, a equipe perdeu por 2 a 0 na Vila Capanema e acabou eliminada pelo Sub-23 nas quartas-de-final. Algo que o grupo paranista não quer repetir.

- O Paraná não é cavalo paraguaio. O nosso time tem pensado jogo a jogo, não temos que pensar lá na frente no que vai acontecer. Durante a semana,  a gente se dedica e se doa ao máximo para que consigamos vencer os jogos. É assim vamos continuar - comentou o goleiro e capitão Marcos.

O arqueiro relembrou de 2000, quando o Paraná não conquistou o título paranaense, mas ganhou o Módulo Amarelo - equivalente a Segunda Divisão da Copa João Havelange - e voltou à elite do futebol brasileiro. Cenário que o camisa 1 acha favorável.

- Em 2000 não vencemos o campeonato, mas depois conseguimos o objetivo, e fomos campeões da Copa João Havelange. Estamos já pensando na Série B, mas com o pensamento, a alma e o coração no Paranaense. Estamos nos doando ao máximo - garantiu.

A boa largada no Estadual, por outro lado, não coloca o Paraná como favorito absoluto. Marcos acredita que há muitas rodadas pela frente e que o Tricolor ainda vai evoluir com a sequência de jogos, sempre mantendo os pés no chão.

- A gente não se empolga. Sei que o momento o torcedor se empolga muito, mas a gente está com os pés no chão. Trabalhamos a cada dia, e esses resultados nos dão mais confiança e motivação para trabalhar ainda mais. É bom vencer, mas ainda não ganhamos nada - finalizou.

O Paraná volta a campo no sábado, às 19h30, contra o Toledo, no Estádio Durival Britto e Silva, pela quinta rodada do Campeonato Paranaense. Com 12 pontos, o Tricolor é o líder isolado da competição.