Otávio

Referência na marcação, Otávio não iniciou bem a Série A. (Giuliano Gomes/PR PRESS)

Guilherme Moreira
27/05/2016
16:58
Curitiba (PR)

Último colocado na Série A, com um ponto, o Atlético-PR ainda não venceu na competição e encara o Figueirense neste sábado, às 18h30, na Arena da Baixada, pela quarta rodada. Apesar da posição e do jejum de vitórias, o clube paranaense não demonstra preocupação.

Na primeira rodada, o Furacão foi goleada pelo Palmeiras, fora de casa, por 4 a 0. No duelo seguinte, empatou em casa contra o Atlético-MG por 1 a 1. Já no meio da semana, o time rubro-negro dominou o Botafogo, mas acabou derrotado por 2 a 1, em Juiz de Fora.

- Logicamente, o incômodo é grande. Se tivéssemos sendo massacrados pelos adversários, eu estaria muito mais preocupado. Amanhã, faremos de tudo para começar esta reação, que tem muito mais a ver com resultado do que com a maneira que a equipe tem se postado em campo - avaliou o técnico Paulo Autuori. 

Mesmo com o discurso que está satisfeito com a postura atleticana até aqui, o comandante mostrou cautela com o sistema defensivo. A equipe tem sofrido gols no contra-ataque e a falta de combate quando perde a bola é um erro que não pode continuar se repetindo. E o problema, de acordo com o treinador, não é a linha alta utilizada pelo sistema.

- Em termos defensivos, de posicionamento, acho que deixamos a desejar em algumas coisas que até então não tinham acontecido. É uma preocupação. Em duas situações que estávamos com a bola perdemos e demos a transição. Eles (jogadores do Botafogo) foram felizes para concluir as jogadas, mas podemos retardar. A marcação pode ser mais eficiente mesmo jogando com a defesa alta, como já fomos em muitos jogos - completou.

Para o duelo do final de semana, Autuori indicou que pode fazer mudanças devido ao desgaste do elenco. O lateral-direito Eduardo, titular nas últimas duas rodadas, pode voltar para o banco de reservas e Léo iniciar jogando. No meio, Pablo deve dar lugar a Vinícius e Nikão, com acúmulo de jogos, também é dúvida na escalação - Marcos Guilherme e Anderson Lopes são as opções.

O Atlético-PR deve ir a campo com: Weverton; Eduardo (Léo), Cleberson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Hernani; Ewandro, Vinícius (Pablo) e Nikão (Marcos Guilherme ou Anderson Lopes); André Lima.