Time Coritiba

Atletas alviverdes reconhecem mau momento. (Divulgação/Coritiba)

Daniel Piva
28/02/2016
20:35
Curitiba (PR)

A derrota para o PSTC, na tarde deste domingo, em Cornélio Procópio, gerou cobranças no Coritiba. Os jogadores lamentaram muito o revés por 2 a 1 para a equipe do interior e a promessa agora é de reação imediata. O goleiro Wilson, um dos líderes do grupo, chegou a dizer que o time precisa acordar.

- A verdade é que o nosso time tem que acordar no campeonato. Parece que a gente ainda não entendeu o que é o Campeonato Paranaense. Se a gente não começar a entrar firme e se continuarmos com esses vacilos a gente vai passar vergonha como passamos hoje - disparou Wilson.

Sobre o assunto, o técnico Gilson Kleina concordou com o goleiro. Apesar de culpar a arbitragem devido a um gol mal anulado, o comandante coxa-branca reconheceu sua culpa no momento. 

- O Wilson tem razão. A gente chegou a usar até esse termo na palestra. O adversário vai dar a vida contra o Coritiba. Temos que ter atenção. Não posso admitir tomar um gol como o que tomamos hoje - reclamou o treinador.

Outro ponto lamentado foi a falta de pontaria na finalização. Quando a partida estava 1 a 1, por exemplo a zaga do PSTC falhou e a bola ficou com o atacante Leandro que, ao invés de finalizar, tentou driblar o goleiro e o marcador. 

- A gente teve a chance de matar o jogo, não fizemos e pagamos caro - lamentou o zagueiro Walisson Maia.

Na próxima rodada, o Coritiba realiza o primeiro clássico da temporada: encara o Paraná Clube, no Estádio Couto Pereira, no domingo, às 18h30, pela oitava rodada do Campeonato Paranaense.