Atletico-PR X Desportivo Capiata

Meia do Furacão ditou o ritmo da equipe e saiu aos 25min do segundo tempo, machucado. (Heuler Andrey / AFP)

Guilherme Moreira
16/02/2017
01:14
Curitiba (PR)

O meia Felipe Gedoz foi o grande destaque do Atlético-PR no empata por 3 a 3 contra o Deportivo Capiatá-PAR nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, pela terceira fase da Copa Libertadores. Após fazer o gol da classificação na fase anterior, nas disputas de pênaltis, o jogador marcou duas vezes nesta noite.

Atuando centralizado, na vaga de Carlos Alberto, vetado pelo departamento médico com uma lesão na panturrilha, o camisa 10 ditou o ritmo do Furacão na partida. Vale lembrar que, normalmente, o atleta joga como extremo pela esquerda, mas novamente foi escalado no meio.

Aos 19, em sua especialidade, ele cobrou falta frontal no canto do goleiro e marcou o primeiro do jogo - a bola contou com um leve desvio no caminho. Antes, pelo lado direito, já havia chutado uma falta parada na trave.

Chamando o jogo, o meio-campista invertia as jogadas com qualidade e tentava abrir o fechado sistema defensivo paraguaio. Na segunda etapa, o atleta já havia arriscado de longe logo no começo. Com 12, Gedoz tentou de novo na direção do gol e Paredes cortou com a mão.

Na penalidade, o meia bateu forte e alto no lado direito do arqueiro, empatando o duelo em dois gols. Treze minutos depois de marcar, o camisa 10 teve que ser substituído por sentir uma dor no pé que já havia lhe incomodando. A partida ainda teve mais um gol de cada lado.

- Infelizmente o Carlos (Alberto) não pode nos ajudar e fui feliz nesta noite. Ele teve uma lesão, mas já está melhor e pronto para voltar. Sobre os gols, não tem sentimento que pague esses dois gols. É claro que seria melhor se a gente tivesse ganhado, mas, foi o que disse antes, o importante foi não perder em casa - afirmou.

Com a igualdade, o Atlético-PR precisa vencer quarta-feira que vem, às 21h45, no Estádio Erico Galeano, em Capiatá-PAR, para avançar. Empate por 4 a 4 ou mais também classifica a equipe brasileira. O time paraguaio se classifica com qualquer vitória ou empates até 2 a 2.