Walter - Atlético-PR 1x0 Figueirense

Walter tem apenas cinco gols pelo Furacão em 2016. (Foto: Rodolfo Buhrer/La Imagem/Fotoarena/Lancepress!)

Guilherme Moreira
17/08/2016
20:53
Curitiba (PR)

Atlético-PR e Goiás se reuniram nesta quarta-feira para tratar da questão Walter mais uma vez no ano. Dessa vez, entretanto, a tendência é de que o centroavante não continue e se transfira para o time goiano, que atuou entre 2012 e 2013.

Dirigentes da equipe esmeraldina estiveram na capital paranaense e estão decididos a voltar de Curitiba com a negociação fechada. Décimo sétimo colocado da Série B, com 20 pontos, o Goiás acredita que a vinda do ídolo da torcida amenize a pressão e dê resultado dentro de campo. O LANCE! apurou que o clube oferece uma compensação financeira ao Furacão, maior salário e contrato de até quatro anos ao atleta para concretizar a transferência.

O Atlético-PR, que comprou uma parte dos direitos econômicos junto ao Porto-POR no início do ano, não tem oferecido grande resistência para a saída do atacante. Dentro da diretoria atleticana, apenas o presidente Luiz Sallim Emed é defensor assíduo de sua permanência.

Com contrato até 2017, Walter não rendeu o esperado na temporada após fazer um bom 2015 com a camisa rubro-negra. Em 35 jogos neste ano, o jogador fez apenas cinco gols (três na Série A, um no Campeonato Paranaense e um na Copa do Brasil) e começou a apresentar um bom futebol somente nos últimos jogos - coincidentemente depois de trocar a camisa 18 pela 19. O salário de R$ 180 mil mensais também pesa na decisão.

A nova novela envolve o centroavante, que quase foi parar no Sport e viu o Goiás tentar contratá-lo há mais de um mês, deve ter mais um capítulo até o final da semana. O clube esmeraldino ainda precisa convencer o Porto-POR para concluir a negociação. Walter já sinalizou positivamente para a transferência.