jogadores Coritiba

Após início ruim, Verdão se recuperou na competição. (Divulgação/Coritiba)

Daniel Piva
28/03/2016
07:30
Curitiba (PR)

O técnico Gilson Kleina vê o Coritiba em ascensão na temporada. Após a vitória por 3 a 1 sobre o Maringá, na tarde de domingo, no Estádio Couto Pereira, o treinador demonstra otimismo para a reta final do Campeonato Paranaense.

Após altos e baixos, com o risco até de ter troca no comando técnico, o Verdão venceu os dois clássicos, contra Paraná (3x0) e Atlético-PR (2x0), e terminou com 20 pontos - um a menos que o Tricolor e o J. Malucelli. Com aproveitamento de 60%, o Coxa ainda tem o melhor ataque da competição com 26 gols.

- A avaliação é positiva. Nós temos consciência que oscilamos. A verdade é que no mês de março o trabalho começou a mostrar a evolução. Foram quatro vitórias em cinco jogos, sendo que tivemos dois clássicos e o confronto contra o J. Malucelli - comemora o comandante do Coritiba. 

Para o treinador, estes números citados demonstram que o Coritiba vai fortalecido para a fase decisiva do Estadual já que, além de obter bons resultados, vem ganhando novas opções no elenco. Os paraguaios Cesar Benítez e Jorge Ortega chegaram no decorrer da competição, além do retorno de Kleber Gladiador - que marcou no final de semana.

- Em mata-mata passa quem erra menos. Então a gente precisa de concentração e regularidade, dois pontos que estamos mantendo e que nos enche de confiança - aponta o treinador.

Na próxima fase, o Verdão encara o Toledo em dois jogos: o primeiro no 14 de Dezembro e o segundo no Couto Pereira. No duelo da fase inicial, os times se  cruzaram na quarta rodada e o time do interior levou a melhor: 3 a 2.

- O Toledo é um time que dentro de casa já mostrou muita qualidade, venceu dois clubes grandes lá. Nós temos que estar preparados. Muitas vezes o primeiro jogo do mata-mata pode decidir a situação. Nós temos que ser maduros e inteligentes atuando lá, para trazer um bom resultado para o Couto Pereira e aqui temos que ser fatais - finalizou Kleina.