Sergio Vieira (foto:Mauro Horita)

Sergio Vieira, funcionário do Atlético-PR, está na Ferroviária-SP através de uma parceria entre os clubes. (foto:Mauro Horita)

Guilherme Moreira
16/03/2016
22:55
Curitiba (PR)

Entre os polêmicos áudios vazados nesta quarta-feira pelo juiz federal Sérgio Moro, decorrente do processo em andamento da Operação Lava Jato, uma conversa chama a atenção na questão futebolística. Luís Inácio Lula da Silva elogia o técnico Sergio Vieira, da Ferroviária-SP, e que é funcionário do Atlético-PR.

A equipe paulista está na liderança do Grupo C, com a mesma pontuação do São Paulo e Audax-SP, com 13 pontos em nove jogos: quatro vitórias, um empate e quatro derrotas. O aproveitamento de 48% e a boa postura dentro de campo ganharam a admiração de Lula. 

Durante um diálogo com o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, que foi prefeito de Araraquara, o ex-presidente do Brasil e novo Ministro da Casa Civil fala que ficou impressionado com o desempenho do treinador português, que comanda a sensação do Campeonato Paulista na temporada. Vieira, entretanto, trabalha para o Atlético-PR e está na equipe do interior de São Paulo devido à parceria entre os clubes, que passa de 11 anos.

Filho de Silva, Pedro Martins, também faz parte do quadro de funcionários do Furacão e é um dos criadores do Departamento de Inteligência de Futebol (DIF). Atualmente, ele possui o cargo de diretor executivo da Ferroviária-SP.

Assim, a conversa sobre futebol entre os políticos, apesar da crise política diária no Governo federal, faz algum sentido mesmo em um momento conturbado enfrentado pelo Brasil.

Confira a transcrição, feita pelo site Furacao.com, da conversa (a fala do ex-presidente Lula está identificada por suas iniciais LILS):

LILS: Eu to te ligando por duas coisas: primeiro pra dizer que a Ferroviária tá boa pra c******, heim?
EDINHO: Você viu só? Te falei.
LILS: Não. E ontem eu vi uma entrevista do técnico da Ferroviária. Ele é português, né?
EDINHO: 33 anos, presidente.
LILS: Ele é português. Porra, fiquei impressionado com a entrevista dele.
EDINHO: O cara é bom, é bom. Eu, quando eu conheci ele, eu jantei com ele um dia lá em Araraquara. Ele conversa com você sobre economia, sobre o processo migratório da Europa, sobre a crise econômica..
LILS: Como que ele foi parar.. como que ele foi parar na Ferroviária?
EDINHO: É o seguinte. A Ferroviária, só pra você lembrar, você vai lembrar, a antiga VILARIS foi comprada pela INEPAR, lembra?
LILS: Eu lembro.
EDINHO: A INEPAR ela é do Paraná, o sócio da INEPAR é o ATILANO e o MARIO CELSO PETRALHA (sic), que é.. que é o presidente do Atlético Paranaense. Então desde 2004, a Ferroviária tem uma parceria com o Atlético Paranaense. Eles põe os moleque da base, os moleques que eles querem amadurecer eles põe lá pra jogar na Ferroviária. Esse técnico, ele era um treinador sub-23 do Atlético Paranaense.
LILS: Ahn.
EDINHO: E o ano passado o Atlético fez lá uma parceria com o Guará, de Guaratinguetá, que o time tava caindo. Aí ele com o time de moleque não só tirou do rebaixamento como quase classificou. Aí, né, como tem a parceria, o Atlético indicou ele pra por na Ferroviária. Eles puseram onze jogadores e esse treinador.
LILS: Aham
EDINHO: E o cara tá.. e o cara ta indo bem pra c*****, né?
LILS: P*** que o pariu, não.. e depois a cabeça dele é boa.
EDINHO: É boa, o dia que eu jantei com ele eu falei desse jeito pra ele, falei assim: SÉRGIO, você ainda vai treinar a seleção brasileira, eu não sei quando, mas você vai treinar. Eu falei então aproveita essa oportunidade. Eu falei pra ele: no Brasil, você é um quadro em branco, aproveita essa oportunidade e constrói um bom perfil, faz diferente, faz diferentes dos treinadores que tão aqui. É bom, ele tem curso na UEFA.
LILS: Se você conversar com ele pode dizer que eu assisti a entrevista dele e gostei muito.
EDINHO: Um dia eu levo ele pra falar com você, você vai gostar muito, ele é muito bom.
LILS: Ele é um cara diferenciado.
EDINHO: E é um moleque bom. Muito bom.
LILS: E o time da ferroviária tá jogando bonito.
EDINHO: E é só moleque, você viu? Só moleque. Tem um ou dois jogadores mais experientes só.
LILS: Aham. Tá bom querido.
EDINHO: É bom..