Paraná x Londrina

Guilherme Queiroz abriu o placar diante do Londrina, na Vila Capanema. (Joka Madruga/Paraná)

Guilherme Moreira
11/09/2016
15:27
Curitiba (PR)

A vitória convincente por 2 a 1 diante do Londrina no sábado, na Vila Capanema, pela vigésima quarta rodada da Série B, animou o Paraná. A equipe, que não perde há três jogos, voltou a falar sobre acesso à elite do futebol nacional.

Dos últimos nove pontos disputados, o time paranaense conquistou sete: duas vitórias e um empate. A igualdade, inclusive, poderia ter sido um triunfo. O Tricolor chegou a abrir 2 a 0 diante do Oeste, fora de casa, mas levou a virada e buscou o ponto com gol no último minuto.

Já no clássico regional, o Tricolor teve grande exibição e criou boas chances de gols. Ainda foi prejudicado no final do primeiro tempo, com um pênalti polêmico dado ao adversário, que converteu e igualou o placar. A insistência pela vitória, entretanto, foi premiada aos 16 minutos da segunda etapa, com o gol de Diego Tavares. 

- Foi a melhor sob meu comando em jogos na Vila. A equipe venceu e jogou bem. Fico feliz com a resposta do grupo, pelo nosso comportamento durante o jogo. Hoje (ontem) veio aquela regularidade. Fizemos dois bons tempos. E isso nos levou à vitória - comentou o técnico Marcelo Martelotte, depois do triunfo diante do Tubarão.

Apesar da boa atuação, o treinador paranista prefere adotar a cautela e não entrar no embalo da torcida e até mesmo dos jogadores. O meia Nadson, por exemplo, disse que o "Paraná tem time para brigar pelo acesso e que nunca deixou de acreditar". Um discurso diferente do comandante.

- Vamos brigar pelo que tivermos possibilidade e não é por essa vitória que vamos começar a pensar em G-4 - minimizou.

Com 33 pontos e a cinco do seleto grupo que sobe, o Tricolor é o décimo colocado no Campeonato Brasileiro - a distância para a ZR é de seis pontos. O Paraná volta a campo na terça-feira, às 19h15, diante do Vila Nova-GO, na Vila Capanema.