Nei

Nei jogou pelo Furacão entre 2007 e 2009, e ainda recebe o carinho dos torcedores. (Giuliano Gomes/PR PRESS)

Guilherme Moreira
24/04/2016
23:03
Curitiba (PR)

Logo após a eliminação nos pênaltis para o Atlético-PR, a diretoria paranista decidiu dispensar o lateral-direito Nei. A direção do Paraná alega que as atitudes do jogador nos dois duelos contra o ex-time desrespeitaram o clube.

Com passagem pelo Furacão entre 2007 e 2009, o ala foi contratado durante o Estadual deste ano e estreou justamente no clássico da primeira fase, com vitória tricolor por 1 a 0. As boas atuações na competição, inicialmente, garantiriam a renovação do contrato que termina no fim do Campeonato Paranaense. Mas tudo mudou em duas partidas.

No revés por 2 a 1, na Arena da Baixada, no confronto de ida das semifinais, Nei foi substituído no segundo tempo e recebeu o carinho da torcida rubro-negra. O atleta acabou retribuindo e aplaudiu os torcedores. 

Na Vila Capanema não foi diferente. Durante o aquecimento, antes do duelo, os torcedores do Furacão aplaudiram o lateral-direito, que novamente fez o mesmo gesto aos atleticanos presentes no setor visitante do estádio.

A torcida paranista nas sociais, no momento, já se irritou ao ver a cena. O sentimento passou para a diretoria, que já não tinha gostado da atitude no primeiro jogo. Para piorar, Nei perdeu um dos pênaltis na decisão que eliminou o Tricolor no Estadual, tomando pouca distância e chutando meia altura nas mãos de Weverton.

Assim, logo após a eliminação, o ala recebeu a notícia. O diretor de futebol, Durval Lara Ribeiro, chamou o jogador e dispensou ali mesmo, no vestiário. Na coletiva de imprensa, o dirigente não quis comentar sobre os casos de jogadores em fim de contrato.

A reportagem do LANCE!, entretanto, conseguiu confirmar por interlocutores a informação. Nesta segunda-feira, por outro lado, o jogador desmentiu e disse que ninguém conversou com ele no vestiário. A comissão técnica, que não foi a favor da dispensa, vai tentar mantê-lo para a sequência da temporada.

Após a publicação da matéria, o Paraná se pronunciou negando a informação. Através da assessoria de imprensa, Vavá enviou um áudio para os meios de comunicação afirmando que nada aconteceu.

- Ninguém foi dispensado do vestiário do Paraná. Não trabalhamos dessa forma. Qualquer especulação contrária é mentirosa - declarou.

Entretanto, no início da noite, o clube paranaense divulgou nota oficializando a saída de sete atletas, com Nei estando na lista de dispensa.