Rafinha

Rafinha, 32 anos, tem vínculo com time árabe se encerrando em julho. (Divulgação/Coritiba)

Guilherme Moreira
12/05/2016
08:00
Curitiba (PR)

Fora do Coritiba desde 2013, o meio-campista Rafinha está na pauta para a sequência da temporada. E a possível vinda do atleta é aprovada pelo técnico Gilson Kleina, que elogiou o jogador após a derrota por 1 a 0 para o Juventude, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil.

Com contrato até julho, o meia está no Al-Shabab, da Arábia Saudita, desde que foi vendido pelo próprio Verdão há três anos. Ano passado, inclusive, a direção fez uma tentativa de trazê-lo, mesmo que negada oficialmente pelas partes na época. E agora não é diferente.

Dessa vez, com o vínculo já se encerrando, o LANCE! apurou que clube paranaense conversa com o jogador através de um interlocutor com bom trâmite entre o atleta e a diretoria desde o início do ano. E os dois lados sinalizaram positivamente para o desfecho.

O Coxa tem uma dívida de aproximadamente R$ 1 milhão com Rafinha, que envolve três meses de direitos de imagem e três meses de salários atrasados. O meio-campista, inicialmente, queria que o débito fosse pago de forma integral, mas já está inclinado a aceitar o parcelamento incluso no salário - esse valor ainda não definido. 

- Rafinha é um grande nome, mas não vamos começar a gerar expectativa para o torcedor. Tem que ver a veracidade dos fatos. Ver se esse nome realmente entrou, porque tem todo o processo do valor desse atleta. A gente sabe que a nossa diretoria está com os pés no chão, muito correta financeiramente - despistou Gilson Kleina.

Rafinha teve uma ótima passagem entre 2010 e 2013, com quatro conquistas do Campeonato Paranaense e um título da Série B, além de dois vices da Copa do Brasil, em 2011 e 2012. A torcida coxa-branca aprova seu retorno, assim como o comandante alviverde - que pediu reforços pontuais para a temporada depois do vice-campeonato estadual.

- O Rafinha é um grande jogador, vai nos ajudar se isso (contratação) acontecer. As contratações têm que ser assim, agregar valores técnicos ao time - completou.

O Coritiba estreia no Campeonato Brasileiro neste sábado, às 21h, no Estádio Couto Pereira, diante do Cruzeiro.