Coritiba x Maringá

Coritiba venceu o Maringá na última rodada da primeira fase. (Divulgação/Coritiba)

Daniel Piva
27/03/2016
18:59
Curitiba (PR)

Dentro de campo, a primeira fase do Campeonato Paranaense acabou. Porém, nos bastidores, a briga vai se arrastar até quinta-feira, quando o Londrina vai ser julgado no Pleno do STJD.

Se o Tubarão recuperar os pontos, o time do interior vai para a liderança do Estadual. Caso contrário, segue na quinta colocação e a tabela fica inalterada. Devido ao impasse, os clubes não sabem como proceder para o cronograma dos jogos de ida das quartas de final. Fato que faz o Coritiba pedir o adiamento do início da segunda fase da competição.

O gerente de futebol do Coritiba, Valdir Barbosa, é taxativo neste ponto.

- Hoje nós enfrentamos o Toledo. Mas se o Londrina recuperar os pontos nós teremos Atletiba. A gente só vai poder comprar a passagem para Toledo na quinta ou então nos prepararmos para o maior clássico do Estado. Este jogo tem que ser adiado para quarta-feira, dia 6 de abril - justifica. 

O técnico Gilson Kleina também demonstra preocupação com o impasse, que altera toda a programação do time coxa-branca.

- Ou teremos uma viagem para o interior, para enfrentar o Toledo. Ou teremos Atletiba, que é um jogo com outra característica totalmente diferente. Quem quer ser campeão não escolhe adversário, mas a programação não pode ficar deste jeito - diz Kleina.