Presidente do Coritiba, Rogério Bacellar, diretor executivo de futebol, Valdir Barbosa e o técnico Gilson Kleina (Foto: Divulgação / Site oficial Coritiba)

Presidente do Coritiba, Rogério Bacellar, diretor executivo de futebol, Valdir Barbosa e o técnico Gilson Kleina (Divulgação/Coritiba)

Guilherme Moreira
31/05/2016
12:47
Curitiba (PR)

Na manhã desta terça-feira, o Coritiba iniciou as mudanças no departamento de futebol. A diretoria coxa-branca desligou o diretor de futebol Valdir Barbosa de sua função. Por outro lado, deu nova chance ao técnico Gilson Kleina.

Pressionada pela torcida e Conselho, a cúpula alviverde prometeu realizar algumas reformulações e, em reunião na noite de segunda-feira, as decisões foram tomadas. O clube paranaense já oficializou a demissão do dirigente.

- Foi um ciclo que chegou ao fim de forma amigável, só temos que agradecer ao Valdir pelo trabalho dele prestado ao clube neste período - comentou Rogério Bacellar, presidente.

Contratado em agosto de 2015, Barbosa nunca foi unanimidade no Alto da Glória e sua vinda, inclusive, teve divergências na época em que saiu do Cruzeiro para assumir a função de gerente executivo. O contrato era de dois anos e quatro meses, mas durou apenas nove meses. 

Responsável principal pela montagem do elenco em 2016, o diretor de futebol acumula um vice-campeonato do Estadual e duas eliminações precoces: na Primeira Liga, o time não passou da fase de grupos, enquanto na Copa do Brasil, o Verdão foi eliminado na segunda fase, dentro do Couto Pereira, pelo Juventude.

- O trabalho começou no ano passado, em um momento em que a equipe estava muito ruim, correndo risco de cair para a segunda divisão. Obtivemos êxito, a coisa estava caminhando, porém, por uma questão de realinhamento das coisas, chegamos a conclusão que, de repente, esta mudança fosse benéfica para todos - afirmou Barbosa.

Até a contratação de um novo diretor de futebol, quem assume a função interinamente é o CEO coxa-branca, Maurício Andrade. A direção, inclusive, estuda trazer o zagueiro Pereira, que teve passagem vitoriosa pelo clube entre 2009 e 2013, para auxiliar no Coritiba.

O atleta de 36 anos rescindiu com o Juventude nesta semana e, por sugestão de conselheiros, é cogitado para ajudar no dia a dia com o elenco, principalmente no vestiário. A ideia não é utilizá-lo em campo.

Kleina fica

Enquanto Barbosa caiu, o Coritiba decidiu dar uma nova chance ao treinador Gilson Kleina. Mesmo questionado, a diretoria avaliou que o elenco gosta do trabalho do técnico e que, com a chegada de reforços, o time pode evoluir na temporada.

O Coxa volta a campo nesta quarta-feira, às 21h, quando enfrenta a Chapecoense, na Vila Capanema, pela quinta rodada da Série A. Apesar da permanência, o comandante coxa-branca segue balançando no cargo e um resultado negativo pode decretar sua saída de vez.