Nikão

Nikão nem viajou com a delegação do Furacão para Porto Alegre. (Giuliano Gomes/PR PRESS)

Guilherme Moreira
01/06/2016
09:00
Curitiba (PR)

Diante do Internacional nesta quarta-feira, às 19h30, pela quinta rodada da Série A, o Atlético-PR usará jogadores suplentes para não desgastar o elenco. Mesmo assim, o clube paranaense espera pôr fim ao jejum de não vencer o adversário no Beira-Rio.

O volante Otávio e o meio-campista Nikão, desgastados, não atuam nesta noite. O meia, inclusive, sequer viajou com a delegação e Marcos Guilherme assume a posição, enquanto o marcador deve dar lugar a Deivid. O zagueiro Thiago Heleno e o lateral-esquerdo Sidcley, também avaliados com riscos de lesões, são dúvidas.

- Alguns têm um volume maior de jogos e não temos o tempo necessário para trabalhar, para poder recuperar. Temos alguns que jogam em posições mais exigentes, então precisamos estar atentos - avaliou o técnico Paulo Autuori. 

O rodízio promovido pelo comandante rubro-negro, por outro lado, não traz preocupação a ele e nem aos jogadores. Capitão do Furacão, o goleiro Weverton diz ter confiança no elenco atleticano.

- A gente tem que entender e, o principal, é acreditar no grupo. Se a gente tem a confiança do treinador, tudo fica mais fácil. O pior é se quem tivesse entrando não tivesse a confiança, se contasse só com 11 e se fosse com os 11 até o final do campeonato. Se há essa mudança para preservar e também pôr outros para jogar é porque há essa confiança e todo o elenco é importante - declarou o camisa 12.

A missão em Porto Alegre é difícil. O Atlético-PR não vence o Colorado pelo Campeonato Brasileiro, no local do jogo, desde 1998. O time gaúcho, vice-líder do torneio, ainda não perdeu na competição deste ano.

- Tem de acontecer com naturalidade (a quebra do tabu). Você não tem de entrar em campo pensando nisso. Tem de entrar para ganhar. Para nós, vencer lá vai representar a confirmação de que estamos no caminho certo - finalizou Autuori.

O Furacão deve ir a campo com: Weverton; Eduardo, Thiago Heleno (Wanderson), Cleberson e Sidcley; Hernani, Deivid, Vinícius, Marcos Guilherme (Pablo) e Ewandro; André Lima.