Nicolas

Nicolas, 19 anos, estreou no empate contra a Chapecoense. (Gustavo Oliveira/Atlético-PR)

Guilherme Moreira
23/06/2016
17:08
Curitiba (PR)

Após o empate por 0 a 0 diante da Chapecoense nesta quinta-feira, na Arena Condá, pela décima rodada da Série A, o técnico Paulo Autuori comentou sobre o elenco do Atlético-PR. O comandante atleticano admitiu que é preciso reforçar e garante que novos atletas chegarão.

Campeão paranaense após oito anos, o Furacão deu esperança ao torcedor para o Campeonato Brasileiro. Com a promessa de investir no futebol, o clube paranaense trouxe atletas para o Estadual, mas segue devagar no mercado atual. Apenas os zagueiros Marcão (que voltou da Ferroviária-SP) e Wanderson (contratado da Ferroviária-SP) e Jorge Felipe (Madureira) vieram para a competição.

Para piorar, ainda perdeu peças até aqui. O clube decidiu não renovar com o zagueiro chileno Vilches e o volante Jadson. O marcador, entretanto, ainda tem chance, mesmo que remota, de seguir no clube e as partes conversam para a continuidade a pedido de Autuori, conforme apurado pelo Lance!. O contrato de empréstimo vai até o final deste mês. 

Já o atacante Ewandro, que tem os direitos econômicos vinculados ao São Paulo, foi vendido à Udinese, da Itália. O Furacão, que não exerceu o direito de compra, receberá R$ 3 milhões por ter 25%. Ainda há a possibilidade do volante Hernani, com proposta da Fiorentina, sair nesse meio da temporada.

- Eu confio na direção completamente. Sabemos que há necessidade de vindas de jogadores e vão vir. Não queremos atletas que só venham por vir. Quero deixar isso claro. Assim prefiro apostar na nossa formação da base do que contratar qualquer jogador - comentou o treinador.

De fato, Autuori tem usado as categorias de base do Atlético-PR. O zagueiro Cleberson, o lateral-esquerdo Nicolas, os volantes Deivid, Hernani e Otávio, o meia Marcos Guilherme e o atacante Giovanny (que chegou no fim da formação), estão no elenco e, devido ao rodízio, atuam com frequência. Bruno Mota e João Pedro, meio-campistas, também fazem parte e ainda aguardam oportunidades na Série A.

Com 14 pontos, o Furacão é o nono colocado no Campeonato Brasileiro, com 14 pontos. Na próxima rodada, o clube paranaense recebe o Grêmio, na Arena da Baixada, no domingo, às 16h.