jogadores Paraná

Paraná fez treinamento leve nesta terça-feira no interior de SC. (Divulgação/Paraná)

Guilherme Moreira
17/05/2016
20:13
Curitiba (PR)

Nesta quarta-feira, às 19h30, o Paraná encara a Chapecoense pelo jogo da volta da segunda fase da Copa do Brasil. Com vantagem mínima, o time paranaense espera marcar um gol na Arena Condá para dificultar a vida do adversário.

Após vencer o adversário, de virada e com um a menos, por 2 a 1 na semana passada, o Tricolor acredita que o clube catarinense jogue um pouco mais aberto. Com isso, o técnico Claudinei Oliveira cobra que os atletas acertem o contra-ataque.

- A Chapecoense é uma equipe muito forte, se posta muito bem defensivamente e difícil de sofrer gols. O segredo é explorar o fato da Chapecoense precisar sair do jogo, talvez tenha que sair de sua proposta e precisamos explorar essa mudança de postura - afirmou. 

O comandante paranista vai manter o mesmo sistema tático da equipe, além de não alterar a filosofia de jogo. Robson e Válber, desfalques na estreia da Série B no sábado, devem retornar para a equipe. Já o volante Jean, expulso na primeira partida, cumpre suspensão automática.

- Temos que pensar na vantagem somente nos 15 minutos finais. A vantagem é muito pequena e o trunfo é marcar um gol. É tentar explorar isso. Alguma brecha que eles deixem no intuito de nos atacar para que a gente possa encaixar uma transição boa e tentar fazer o gol que aí amplia a nossa vantagem - completou.

O Paraná deve entrar em campo com: Marcos; Diego Tavares, João Paulo, Pitty e Rafael Carioca; Anderson Uchôa, Lucas Otávio, Nadson e Válber (Murilo); Robson e Lúcio Flávio.

Com o triunfo no duelo de ida, o Tricolor joga pelo empate ou derrotas a partir de 3 a 2 em Chapecó. Um revés por 2 a 1 leva a decisão para as penalidades.