Bahia x Coritiba

Henrique Almeida reclamou de pênalti não marcado nesta disputa com o goleiro Jean (Foto: Reprodução/Twitter)

LANCE!
30/09/2017
18:00
Curitiba (PR)

Em um jogo polêmico e com direito a uma falha bizarra, Bahia e Coritiba empataram por 1 a 1, na tarde deste sábado, na Arena Fonte Nova. O gol do time baiano ocorreu após uma tremenda vacilada do zagueiro Werley, do Coxa, que tentou recuar com o peito para o goleiro Wilson e deu um presente para o meia Zé Rafael. O time paranaense empatou com Rildo e ainda reclamou muito da arbitragem comandada por Péricles Pegado Bassols Cortez.

O Coritiba começou o jogo melhor. Nos minutos iniciais, o time paranaense teve boas chances com Alan Santos, que bateu para fora, e com Henrique Almeida, que de bicicleta exigiu uma grande defesa do goleiro Jean.


Além das duas oportunidades criadas, o Coxa pediu duas penalidades máximas. Aos cinco minutos, Rildo alegou que foi tocado pelo lateral Everson, do Bahia, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Já aos 20, a reclamação foi ainda maior. Henrique Almeida dividiu com o goleiro Jean, mas novamente o juiz Péricles Pegado Bassols Cortez considerou a jogada como legal.

Aos poucos o Bahia foi equilibrando o jogo. Na melhor oportunidade criada, Rodrigão ganhou a disputa aérea e exigiu grande defesa do goleiro Wilson. Já o Coxa voltou a reclamar da arbitragem aos 39 minutos, quando o zagueiro Cléber Reis aparecia na cara do gol, mas foi marcado incorretamente impedimento.

Se já estava insatisfeito com a arbitragem, o Coritiba teve ainda mais motivo para lamentar na etapa final. Aos 45, o zagueiro Werley tenta recuar com o peito para o goleiro Wilson, mas a bola foi com menos força do que ele esperava e o meia Zé Rafael se aproveitou e abriu o placar para o Bahia.

No segundo tempo o Coritiba voltou a ficar frequentemente no sistema ofensivo, mas não conseguia finalizar. Já o Bahia busca encaixar um contra-ataque, e quando encontrou um, aos nove minutos, Mendoza acertou a trave do goleiro Wilson.

Já o Coxa, na primeira vez em que conseguiu finalizar na etapa final, chegou ao gol de empate aos 18 minutos. Após um cruzamento de Léo, o atacante Rildo chegou antes que o lateral Everson e empurrou a bola para o fundo da rede. 1 a 1.

A partir daí o que se viu foi uma coleção de passes errados, o que matava qualquer jogada mais incisiva de qualquer lado. A melhor oportunidade foi do Bahia, aos 46 minutos, com Tiago, de cabeça, mas o goleiro Wilson salvou o Coxa.

Com o apito final, o empate acabou não ficando bom para nenhum dos lados. O Bahia, com 31 pontos, não conseguiu abrir distância da zona de rebaixamento. Já o Coritiba chegou a 28 e permaneceu na 19ª colocação.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1 X 1 CORITIBA


Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data-Hora: 30/09/2017 - 16h00
Árbitro: Péricles Pegado Bassols Cortez (PE)
Auxiliares: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
Público/renda: 20.860 pagante/ 21.327 total/ R$ 411.449,50
Cartões amarelos: Léo, Jonas, Cléber Reis e Filigrana (CFC); Juninho, Tiago, Juninho Capixaba e Edson (BAH)
Gols: Zé Rafael, aos 45`1ºT/ Rildo, aos 18`2ºT.

BAHIA: Jean; Everson (Matheus Salles, 34`2ºT), Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Edson, Juninho, Zé Rafael, Vinícius (Régis, 13`2ºT) e Mendoza (Edigar Junio, 13`2ºT); Rodrigão. Técnico: Preto Casagrande

CORITIBA: Wilson; Léo, Cléber Reis, Werley e Carleto; Jonas (Filigrana/ Intervalo), Alan Santos, Tiago Real (Anderson, 15`2ºT), Galdezani e Rildo; Henrique Almeida (Keirrison, 28`2ºT. Técnico: Marcelo Oliveira.