Walter

Com lesão na coxa, Walter deve ser desfalque novamente contra o Londrina. (Gustavo Oliveira/Atlético-PR)

Guilherme Moreira
07/04/2016
07:30
Curitiba (PR)

Destaque do Atlético-PR em 2015, o atacante Walter ainda não se encontrou nesta temporada. Com 15 kg a menos em relação ao ano passado, o centroavante está sem marcar gols neste ano.

Após quase parar no Sport, o centroavante acabou renovando por dois anos com o Furacão. Para isso, entretanto, a diretoria rubro-negra estabeleceu metas em seu contrato. Perda de peso e gols, estimulando o comprometimento com a instituição. E a primeira parte foi cumprida.

O camisa 18 teve uma pré-temporada maior que os demais, com treinamentos e acompanhamentos específicos, tendo todo o desenvolvimento sendo visto de perto por profissionais de diversas áreas no CT do Caju. Walter chegou
pesando 105 kg e perdeu 15 kg nesse período. Os 90 kg atuais eram próximos do peso do jogador, quando se profissionalizou, pelo Internacional, em 2008. Na época, ainda pesava menos. 

O desempenho em campo, por outro lado, ainda não acompanhou a evolução física. Em oito jogos no ano, entre Campeonato Paranaense e Primeira Liga, o atacante está em branco e, além de não marcar, ainda não fez nenhuma assistência - característica que possuía, até por fazer bem o pivô.

- Com mais corpo, o Walter protegia muito bem a bola, fazia o pivô. Hoje não pode mais trabalhar nessa função. Então está se encaixando. Ele está começando a se adaptar à maior velocidade. Nos últimos anos, ele colocava a bola na frente e não chegava. Agora a situação é outra - declarou o empresário, Teodoro Constantin, ao jornal Gazeta do Povo. 

Walter
Walter não balança as redes há 12 jogos. (Giuliano Gomes/PR PRESS)

O último gol do jogador atleticano aconteceu em novembro do ano passado, na vitória diante do Avaí, pelo Campeonato Brasileiro. De lá para cá já são 12 partidas sem marcar. Algo que incomoda o atleta, já que a própria torcida do Atlético-PR perdeu a paciência e tem cobrado o camisa 18 - na derrota no clássico Atletiba, por exemplo, além de comentários nas redes sociais do centroavante e no protesto feito no Aeroporto Afonso Pena.

- A cobrança é da imprensa, da torcida, mas principalmente dele. É uma situação nova, está mais magrinho, mais garçom do que propriamente um centroavante. A torcida gosta muito dele, a equipe o ajuda muito. Então ele se sente obrigado a corresponder. Mas nos jogos mais decisivos, com os campeonatos se afunilando, o gol vai sair naturalmente - acredita o agente.

Para a partida da volta das quartas de final do Estadual, o atacante de 26 não deve atuar novamente diante do Londrina domingo, às 16h, na Arena da Baixada. Com uma lesão na coxa direita, Walter tem trabalhado em separado na semana e está na fase de transição.