Atlético-PR x Ponte Preta

Thiago Heleno chegou ao terceiro gol dele nesta Série A. (Foto: Geraldo Bubniak /AGB/Lancepress!)

Guilherme Moreira
25/09/2016
16:56
Curitiba (PR)

O Atlético-PR bateu a Ponte Preta neste domingo por 3 a 0, na Arena da Baixada, pela vigésima sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Thiago Heleno, com dois gols, colocou ainda mais pressão na diretoria atleticana, que ouviu novamente a torcida protestar. A zaga rubro-negra é a menos vazada da competição, com 23 tentos.

O zagueiro, que já tinha marcado na disputa de pênaltis diante do Grêmio, na eliminação pela Copa do Brasil no meio da semana, assumiu a responsabilidade e cobrou a penalidade no final do primeiro tempo. Marcou. Depois de Léo ampliar a vantagem, o atleta ainda fechou o triunfo na segunda etapa, de cabeça.

- Quando está o Hernani em campo é ele quem bate, depois sou eu. Temos que assumir a responsabilidade e saber que a confiança no pênalti é trabalho - declarou o defensor, que tem três gols pelo torneio. 

Com os direitos econômicos vinculados ao Deportivo Maldonado-URU, Thiago Heleno tem contrato até o fim da Série A e sua permanência é improvável. O clube uruguaio, que não aceita mais emprestá-lo, quer R$ 10 milhões para vender o jogador. O clube paranaense e seu empresário Giba Brasil prometem, ao menos, tentar chegar a um senso comum nas negociações. Um grupo de torcedores, na última semana, lançou uma vaquinha virtual para arrecadar fundos e contratar o jogador em definitivo.

- Demonstro em todos os jogos a minha vontade de ficar. É o melhor momento da minha carreira. Estou feliz no Atlético-PR. Espero que (o contrato) não pare por aqui - pediu o camisa 44, que escutou os torcedores, em coro, pedindo sua permanência.

Autor de dois gols, o jogador destacou a boa postura da equipe contra os paulistas, que tinham a mesma pontuação antes do início da rodada. No dia 1 de outubro, o Furacão volta a fazer um duelo importante para as pretensões na competição.

- Fico feliz pela vitória, mais ainda pela postura da equipe dentro de casa. Espero que continue assim. Agora temos uma semana para poder trabalhar e, sempre quando temos esse período de trabalho, a gente faz um jogo muito bom. Vamos para um jogo que temos que procurar a vitória e sabemos da dificuldade - afirmou o defensor, já projetando o próximo duelo.

Com 42 pontos, o Atlético-PR volta a campo no sábado para encarar o Santos, em confronto direto por uma vaga na Libertadores - o Peixe tem 45 e está uma posição acima, na quarta colocação. A partida está marcada para às 16h, na Vila Belmiro.