Coritiba x Belgrano

Torcida alviverde fez uma bonita festa antes da partida. (Divulgação/Coritiba)

Guilherme Moreira
22/09/2016
02:59
Curitiba (PR)

O Coritiba fez uma péssima atuação e perdeu para o Belgrano-ARG por 2 a 1 nesta quarta-feira, no Couto Pereira, pela partida de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. A torcida, que bateu recorde de público no ano, saiu decepcionada e vaiou a equipe. Foi a primeira derrota do treinador diante do torcedor.

A expectativa para o duelo era alta, com promoção de ingressos a R$ 20 no Setor Mauá. Aproximadamente 10 mil bilhetes foram vendidos antecipadamente e essa parte recebeu grande presença da torcida.

Nos demais espaços do estádio, o torcedor coxa-branca também fez sua parte. Com 22.950 pagantes, o Coxa superou o público da final do Campeonato Paranaense, de pouco mais de 19 mil pessoas, e fez uma grande festa. A torcida argentina também deu show, praticamente lotando seu setor.

- Sair atrás da maneira que foi enervou muito a nossa equipe. Queremos pedir desculpas à nossa torcida pelo desempenho. A equipe sentiu muito este peso da expectativa criada para a partida. A bola queimou muito e o primeiro gol pesou demais - comentou o técnico Paulo César Carpegiani, falando do gol inicial aos 3 minutos.

Após falha de Ícaro na proteção de bola e gol do adversário, o experiente Kazim ainda perdeu um pênalti no final da primeira etapa. Para piorar, o time argentino marcou aos 4 do segundo tempo, ampliando o marcador. Leandro descontou marcando de pênalti aos 30.

- Temos muitos garotos. A equipe desfalcada sentiu a responsabilidade do jogo. Mas ainda não jogamos a toalha. Assim como eles vieram aqui e ganharam, podemos ir lá e ganhar - afirmou com confiança Carpegiani, citando os seis desfalques para o duelo desta noite.

O Belgrano leva uma boa vantagem para o jogo da próxima quarta-feira, em Córdoba, no Estádio Mário Alberto Kempes. O Coritiba precisa vencer por dois gols de diferença ou um gol a partir de 3 a 2. Um novo 2 a 1 para o clube brasileiro leva a decisão para as penalidades.