Atlético Nacional x Coritiba

Borja manteve a fama de carrasco e marcou quatro vezes em dois jogos contra o Coritiba. (Divulgação/Atlético Nacional)

Guilherme Moreira
26/10/2016
23:48
Curitiba (PR)

O Coritiba foi guerreiro, mas perdeu para o Atlético Nacional-COL por 3 a 1, de virada, em Medellín, e foi eliminado nas quartas de final da Sul-Americana. Apesar de sair na frente, o Coxa não conseguiu segurar o campeão da Libertadores e viu o atacante Borja novamente ser o carrasco de um time brasileiro - assim como foi contra o São Paulo neste ano. Foram quatro gols nos dois jogos (oito tentos, somando as duas partidas contra a equipe paulista).

Diferentemente do jogo de ida, o Coritiba não admitiu levar pressão mesmo atuando fora de casa e conseguiu equilibrar as ações no início. O time colombiano só chegou com 10, quando Borja foi acionado pela esquerda e chutou cruzado da entrada da área nas mãos de Wilson.


Bem postada em campo, a equipe coxa-branca controlou as ações ofensivas do rival por boa parte, mas não conseguia fazer a transição do meio para o ataque. O clube colombiano apareceu novamente apenas aos 30, com Farid Díaz recebendo atrás da zaga em jogada parecida de Borja, mas a batida rasteira para a área passou sem ninguém para completar e saiu perto da trave. Quatro minutos depois, em cobrança de falta da meia lua, Macnelly Torres cobrou colocado por cima do travessão.

No final, o Nacional teve a melhor chance da etapa inicial. Berrío girou na marcação e rolou para Guerra dentro da área, que cortou o zagueiro e, de frente para o goleiro, bateu alto e foi para fora. E o ditado "quem não faz, toma" aconteceu.

Apostando na bola parada para chegar, César González recebeu falta dura na intermediária e pegou a redonda para a batida. Sábia decisão. Mesmo de longe, o meia venezuelano bateu com perfeição por cima da barreira e acertou o ângulo. Um golaço. 0x1, aos 43 minutos.

Na base da pressão, a equipe da casa buscou marcar nos minutos iniciais da segunda etapa. Com 4, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Uribe chutar para fora. No minuto seguinte, gol do artilheiro. Em troca de passes na frente da área, Borja ajeitou e mandou forte, rasteiro no canto direito de Wilson. 1x1.

Com o contra-ataque para jogar, o Verdão surgiu com Kazim recebendo o passe e dando o toque de cobertura na saída de Armani, mas a bola foi para a fora. No lance seguinte, aos 14, Berrío recebeu livre e perdeu oportunidade clara ao, na saída de Wilson, mandar na trave.

Mas, com 15, o algoz dos brasileiros mostrou o porquê é matador e não pode ficar livre. Em batida de escanteio da esquerda, ninguém marcou e Borja, sozinho na área, fez um golaço de voleio, chutando no lado esquerdo do goleiro, que só olhou e nem pulou. 2x1.

Quando o Coxa tentava voltar para a partida, outro golpe. Kazim tentou a matar a bola no peito e afastou da área, mas o árbitro Victor Carrilo (PER) viu ombro, marcando penalidade, aos 26. Borja chamou a responsabilidade, chutou alto no canto esquerdo e ampliou. 3x1. É o quarto gol dele no confronto.

Com tudo praticamente perdido, o time brasileiro poderia ter diminuído com 30. João Paulo bateu falta da direita e Juninho, entrando sozinho e na pequena área, errou a cabeçada e foi para fora. Aos 41, Leandro arriscou de longe e mandou por cima.

A vitória classifica o Atlético Nacional-COL para a semifinal e o clube colombiano encara o Cerro Porteño-PAR, que eliminou o Independiente Medellín-COL. As semifinais serão disputadas nos dias 2 e 23 de novembro.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO NACIONAL-COL 3X1 CORITIBA

Local
: Atanasio Girardot, em Medellín (COL)
Data-hora: 26/10/2016 – 21h45
Árbitro: Victor Carrilo (PER)
Auxiliares: Jonny Bossio (PER) e Cotty Carrera (PER)
Público/Renda: Não divulgados
Cartões amarelos: Aguilar, Ibarguen, Borja (ATL); Kleber (CFC)
Gols: González, 43'/1ºT (0-1); Borja, 5'/2ºT (1-1); Borja, 15'/2ºT (2-1); Borja, 27'/2ºT (3-1)

ATLÉTICO NACIONAL: Armani; Uribe, Henríquez, Aguilar e Farid Díaz; Diego Arías, Guerra (Blanco, 33'/2ºT); Macnelly Torres; Ibarguen (Mosquera, 33'/2ºT); Berrío e Miguel Borja (Rescaldani, 44'/2ºT). Técnico: Reinaldo Rueda.

CORITIBA: Wilson; César Benítez, Thiago Lopes (Bernardo, 21'/1ºT), Juninho e Walisson Maia; Amaral, Ruy (João Paulo, 11'/2ºT) e César González (Kleber, 18'/2ºT); Leandro, Iago e Kazim. Técnico: Paulo César Carpegiani.