Otávio

Léo Pereira (de costas), Cleberson (ao fundo) e Otávio (de frente) são crias da base atleticana. (Divulgação/Atlético-PR)

Guilherme Moreira
08/03/2016
16:08
Curitiba (PR)

Anunciado como novo técnico no início da semana, Paulo Autuori chega em clube com uma grande estrutura e que valoriza as categorias de base. E o treinador, que seguirá usando o padrão tático usado desde as categorias inferiores, quer utilizar essas vantagens oferecidas pelo Atlético-PR.

Apesar de ser um perfil diferente dos últimos anos, o comandante rubro-negro tem o padrão estudioso e voltado para jovens atletas - algo valorizado no Furacão. Com um pensamento diferenciado, o carioca de 59 anos está atualizado e sabe da importância desse conceito. E, no elenco rubro-negro, não é difícil encontrar esse tipo de jogador.

Os zagueiros Cleberson e Léo Pereira, os volantes Deivid, Otávio e Hernani, os meias-atacantes Bruno Mota, Marco Damasceno e Marcos Guilherme e o atacante Crysan são utilizados com frequência no time de cima. Otávio e Marcos Guilherme, por exemplo, possuem chances de disputar a Olimpíadas do Rio de Janeiro neste ano.

- O que me fez optar foi um motivo conceitual. O clube me oferece o que sempre busquei onde trabalhei, que é uma interação com a formação, além de aplicar uma metodologia que já aplico há algum tempo. Estou muito feliz de me juntar a um clube com essas ideias. Busco um trabalho que tenha cuidado, um olhar delicado e profundo para a formação, que dê oportunidades na equipe de cima para os jogadores formados - comentou. 

A última visita ao CT do Caju aconteceu no início dos anos 2000. O retorno ocorreu no final de semana e, na segunda-feira, as partes fecharam o acordo de dois anos de contrato. Ainda mais estruturado, com tecnologia avançada em todos os setores, o local foi elogiado pelo treinador.

- Já tinha vindo há muito tempo, se eu não me engano em 2000. A estrutura é espetacular em relação ao mundo. Trabalhei em lugares que oferecem muitas condições e acredito que para qualquer profissional é um orgulho trabalhar em um clube como este - afirmou.

Autuori ainda falou sobre o padrão utilizado pelo Atlético-PR. O sistema tático
utilizado em todas as categorias é o 4-2-3-1 e, a princípio, o técnico atleticano promete manter essa filosofia adotada pelo clube paranaense.

- Temos que respeitar as identidades dos Clubes, as características dos jogadores e fazer um futebol de qualidade - prometeu.

Nesta quarta-feira, o comandante do Furacão acompanha a partida diante do Cruzeiro, em Belo Horizonte, pela Primeira Liga, junto com a diretoria. Já a estreia acontece no final de semana, diante do PSTC, pelo Campeonato Paranaense.