Atlético-GO comemoração vestiário

Jogadores do Dragão comemoram o acesso no vestiário do Estádio do Café. (Reprodução/Instagram)

Daniel Piva e Guilherme Moreira
09/11/2016
00:29
Curitiba (PR)

Em um jogo cheio de emoções, o Atlético-GO bateu o Londrina por 3 a 2, no Estádio do Café, e confirmou matematicamente o retorno para a elite do futebol brasileiro. Além do acesso, o time de Goiânia está muito próximo do título da Série B, já que abriu oito pontos de vantagem para o segundo colocado e restam apenas três rodadas.

O jogo foi movimentado desde os primeiros lances. Logo aos oito minutos, o  Atlético-GO teve um pênalti marcado, após o zagueiro Matheus, do Londrina, cair com o braço em cima da bola. Na cobrança, Júnior Viçosa mandou no ângulo e abriu o placar. 0x1.

O empate veio em uma cobrança de falta do Londrina, aos 18. O volante Rondinelly levantou a bola para a área, o zagueiro Everton Sena desviou de cabeça e mandou para o fundo das rede. 1x1. Com a igualdade no placar, as duas equipes mantiveram postura ofensiva e o Dragão voltou a marcar aos 34, quando Gilsinho cruzou e Viçosa marcou mais uma vez, recolocando a equipe em vantagem. 1x2.

E na etapa final a partida seguiu sendo disputada em alta intensidade. Aos nove, foi a vez do Londrina ter um pênalti marcado. O lateral Matheus Ribeiro derrubou o atacante  Jô fora da área, mas a arbitragem viu dentro. Na cobrança, o volante Germano não desperdiçou e mais uma vez deixou tudo igual. 2x2.

Justamente quando o placar estava empatado ocorreu a grande polêmica da partida. Aos 21, após uma finalização do atacante Safira, o Londrina alegou que o goleiro Kléver tirou a bola de dentro do gol, mas a arbitragem não entendeu desta forma e nada marcou. Imagens da televisão mostram que o gol foi legítimo.

Para aumentar a ira do time paranaense, o Atlético-GO anotou o terceiro gol com a estrela de Luiz Fernando, aos 39. Com o resultado, o time chegou a 67 pontos, com dez de vantagem para o quinto colocado. Assim, o clube volta para a elite após quatro anos - foi rebaixado em 2012.

Agora, o próximo passo é o título. O Dragão tem oito pontos de vantagem em relação a Bahia, Vasco e Avaí, todos estão com 59. Restam três rodadas, o que quer dizer que a taça pode ser confirmada na próxima partida, no clássico contra o Goiás.

Já o Londrina se complicou na busca pelo acesso. O time do técnico Cláudio Tencatti está com 54 pontos, cinco atrás do quarto, e terá que fazer uma reta final impecável e contar com uma combinação de resultados para subir.

FICHA TÉCNICA
LONDRINA 2X3 ATLÉTICO-GO

Local
: Estádio do Café, em Londrina (PR)
Data-hora: 08/11/2016 – 21h30
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Guilherme Camilo (MG) e Pablo da Costa (MG)
Público/Renda: 6.171 pagantes/R$ 102.763.00
Cartões amarelos: Lucas Ramon, Matheus, Everton Sena (LON); Matheus Ribeiro, Pedro Bambu, Júnior Viçosa (ATL)
Gols: Júnior Viçosa, 10'/1ºT (0-1); Everton Sena, 18'/1ºT (1-1); Júnior Viçosa, 34'/1ºT (1-2); Germano, 10'/2ºT (2-2); Luiz Fernando, 39'/3ºT (2-3);

LONDRINA: Marcelo Rangel; Lucas Ramon, Everton Sena, Matheus e Léo; Germano, Anderson (Rafael Gava, intervalo), Rondinelly (Safira, intervalo) e Zé Rafael; Jô (Netinho 34'/2ºT) e Itamar. Técnico: Cláudio Tencatti.

ATLÉTICO-GO: Kléver; Matheus Ribeiro, Ricardo Silva, Marllon e Romário; Pedro Bambu, Michel, Magno Cruz, Jorginho (Bruno Barra 42'/2ºT) e Gilsinho (Kaíque 36'/2ºT); Júnior Viçosa (Luiz Fernando 8'/2ºT). Técnico: Marcelo Cabo.