Coritiba x Atlético-PR

Jogadores do Atlético-PR reclamaram do gramado do Couto Pereira. (Foto: Jason Silva/AGIF)

Daniel Piva
30/06/2016
00:03
Curitiba (PR)

Na noite desta quarta-feira, o Coritiba bateu o Atlético-PR por 1 a 0, no Couto Pereira, na 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Embora reconheça que não fez uma boa atuação, o Furacão reclamou muito da arbitragem de Thiago Duarte Peixoto e também das condições do gramado do estádio do Coxa.

Em relação ao gramado, quem fez uma crítica mais ríspida foi o meia Vinícius, que não teve papas na língua. O atleta, que não fez uma boa partida, questionou a qualidade do campo, que foi trocado e ainda mostra irregularidades.

- Esse gramado está ridículo, mas não serve de desculpas. Tivemos dificuldade em trocar passes para começar a criação por conta disso, assim buscamos o chutão. Não conseguimos nos adaptar - apontou o meia. 

Já em relação aos pênaltis, o lance que mais gerou protestou ocorreu no primeiro tempo, aos 28 minutos. O goleiro Wilson saiu de forma imprudente e acertou o volante Deivid, do Atlético-PR, após lançamento de Sidcley. O juiz considerou o lance normal e mandou o jogo seguir.

- Foi muito pênalti. Foi um pênalti clamoroso. Todo mundo viu, mas o árbitro não - protestou o técnico Paulo Autuori, logo após a partida.

Na etapa final, nova reclamação atleticana. Após uma cobrança de falta de Vinícius, a bola ficou na barreira. Porém, os jogadores do Atlético-PR, especialmente o meia, alegaram que o atacante Kleber Gladiador cortou a bola com a mão dentro da grande área. O árbitro, novamente, nada assinalou.

Com a derrota, o Atlético-PR é o nono colocado, com 17 pontos na tabela. Na próxima rodada, o Furacão recebe o América-MG no sábado, às 18h30, na Arena da Baixada.