Léo

O ala direito Léo, que disputou as partidas em 2013, retornou ao Furacão neste ano. (Divulgação/Atlético-PR)

Guilherme Moreira
15/03/2016
08:20
Curitiba (PR)

Na quinta-feira, diante do Brasil de Pelotas, no Estádio Bento Freitas, às 21h30, o Atlético-PR inicia mais uma participação pela Copa do Brasil. Para eliminar a partida da volta, o Furacão precisa vencer por dois gols ou mais - prática adotada desde 1996 nas duas primeiras fases.

Entretanto, o histórico rubro-negro não anima os torcedores. A última vez que a equipe paranaense conseguiu evitar o jogo em casa, diante de sua torcida, na primeira rodada da competição, foi em 2009.

No dia 4 de março, o Atlético-PR venceu com facilidade o Tocantins de Palmas por 3 a 0, no Estádio Nilton Santos. Os gols foram marcados por Rafael Moura, Marcinho e Julio César.

De lá pra cá, o Furacão vem sofrendo com os jogos de ida pelo torneio nacional. Em seis duelos disputados, o time rubro-negro venceu apenas uma vez, empatou duas partidas e perdeu outras três.

Por outro lado, o adversário desta semana traz uma lembrança boa. Em 2013, o Atlético-PR também estreou contra a equipe gaúcha e venceu por 1 a 0. No mesmo ano, os comandados de Vágner Mancini chegaram à final da Copa do Brasil, perdendo para o Flamengo.

- Sabemos que vamos ter que sofrer muito. O futebol no Rio Grande do Sul é muito competitivo, principalmente na forma como defendem. Mas a ideia é vencer. Para isso temos de ter força ofensiva - opinou o técnico Paulo Autuori.

Em 2016, o ataque atleticano não vem fazendo grandes apresentações. A última partida, na goleada por 4 a 0 contra o PSTC, pelo Campeonato Paranaense, foi uma exceção. Outro duelo que a equipe rubro-negra fez uma diferença de dois gols aconteceu na estreia do Estadual, no triunfo por 2 a 0 contra o Operário.

- Temos que ter um jogo intenso, vamos sofrer muito lá em Pelotas. Sabemos que é um jogo que pode ser eliminatório se, jogando fora de casa, conseguirmos o placar com dois gols de diferença, o que seria excepcional, porque nós tiraríamos um jogo deste pesado calendário. A primeira preocupação é ganhar o jogo - finalizou Autuori.

Confira as estreias do Furacão na Copa do Brasil desde 2009:

2015: Remo 1x1 Atlético-PR
2014: América-RN 3x0 Atlético-PR
2013: Brasil-RS 0x1 Atlético-PR
2012: Sampaio Corrêa 2x1 Atlético-PR
2011: Rio Branco-AC 2x1 Atlético-PR
2010: Vilhena 2x2 Atlético-PR
2009: Tocantins 0x3 Atlético-PR