Atlético-PR x Coritiba

Zagueiro Thiago Heleno abriu o placar para o Atlético-PR na Arena da Baixada (Foto: Rodolfo Buhrer/La Imagem/Fotoarena/Lancepress!)

Daniel Piva
01/05/2016
18:23
Curitiba (PR)

O Atlético-PR atropelou o Coritiba no primeiro jogo da final do Estadual, disputado na tarde deste domingo, na Arena da Baixada. A vitória por 3 a 0, além de deixar o Furacão com uma larga vantagem para a decisão no Couto Pereira, quebra o jejum atleticano no clássico em grande estilo.

Para se ter ideia, nos últimos 15 anos, esta foi apenas a terceira vez que o Atlético-PR venceu o Coritiba por três gols ou mais de diferença. A última vez em que isso havia acontecido havia sido no Estadual em 2014, quando o Furacão - com o time Sub-23 - ganhou por 3 a 0, na Vila Olímpica. Antes disso, foi por 4 a 1 em 2006, na Sesquicentenário - mas nenhuma das equipes disputou este torneio com força máxima.

Além da diferença histórica, o Atlético-PR quebrou o jejum nos clássicos, já que estava sem vencer o Coxa nos últimos cinco duelos entre os times. Até este domingo eram quatro triunfos do Coritiba e um empate. 

O caminho da vitória foi aberto aos sete minutos, com o zagueiro Thiago Heleno após uma cobrança de falta ensaiada - Nikão rolou para Léo, que livre cruzou com perfeição para o defensor abrir o placar na Arena da Baixada.

- A gente treina bastante. Prefiro não falar se é ensaiado ou não para não despertar o interesse dos adversários. Mas treinamos muito lances de bola parada - afirmou o defensor.

Os outros dois gols foram marcados por Ewandro, aos 19, e Hernani, aos 23, em uma bela cobrança de falta.

Agora, o Atlético-PR pode até perder por dois gols de diferença que ficará com a taça. Para se ter ideia, a última vez que o Coxa conseguiu vencer o maior rival por um resultado que levará a decisão para os pênaltis, no Couto Pereira, foi em 1995, pela Série B, quando ganhou por 3 a 0 no dia 13 de dezembro. Antes, em 2011, o Verdão venceu por esse placar na Arena da Baixada.