Richard

Herói da classificação frente o Fla, Richard está garantido no 11 inicial. (Staff Images/Flamengo)

Guilherme Moreira
01/09/2017
17:50
Curitiba (PR)

Logo depois de eliminar o Flamengo, no Espírito Santo, o Paraná pretendia atuar contra o Atlético-MG neste sábado, às 19h, na Arena Independência, pela semifinal da Primeira Liga, com força máxima. A situação, entretanto, mudou nos dias seguintes.

A diretoria paranista, ainda antes do jogo diante do Fla, decidiu que a ideia era utilizar o time principal caso avançasse no torneio. Durante o jogo, os atacantes Minho e Robson saíram lesionados e já são desfalques certos para o duelo deste final de semana - sequer viajaram com a delegação.

- Infelizmente, vamos jogar antes que todo mundo na Série B. Vamos levar o que temos de melhor para Belo Horizonte. A certeza é que Robson e Minho não vão. Sem eles, faz a gente reavaliar algumas situações para essa partida. A gente vai levar o que tem de melhor, mas é um mistério o time - afirmou o técnico Lisca.

Outros seis titulares preocupam o treinador do clube paranaense: os zagueiros Iago Maidana e Eduardo Brock, os laterais Cristovam e Igor, o meia Renatinho e o atacante Alemão. Todos são dúvidas para o confronto devido ao desgaste físico pela sequência de jogos. João Pedro e Vitor Feijão, que não estão 100% fisicamente, devem entrar só na segunda etapa, já que não suportam os 90 minutos.

- Eles querem jogar neste momento de decisão, mas temos que pensar no geral e vamos usar todos nossos departamentos para chegar a melhor solução. Ficou muito curto o espaço entre um jogo e outro. Poderia ter mais tempo para a recuperação. Mesmo se não jogarem, eles vão estar descansando já pensando também no jogo de quarta-feira - completou o treinador, citando o jogo contra o Goiás, pela Série B.

O Tricolor deve ir a campo com: Richard; Cristovam (Júnior), Maidana (Rayan), Brock (Wallace) e Igor (Assis); Leandro Vilela, Gabriel Dias, Renatinho (Zezinho), Vinícius Kiss (Ítalo) e Felipe Augusto; Alemão (Rafhael Lucas).