Walter

Atacante atleticano não deu um chute a gol no clássico. (Giuliano Gomes/PR PRESS)

Guilherme Moreira
20/03/2016
18:33
Curitiba (PR)

A derrota por 2 a 0 para o rival Coritiba neste domingo, na Arena da Baixada, pela décima rodada do Campeonato Paranaense, fez a torcida do Atlético-PR perder a paciência. E nem o atacante Walter foi perdoado.

Após o apito final, os torcedores cobraram o desempenho atleticano na saída dos jogadores. O Furacão acabou sendo dominado pelo adversário durante toda a partida. O camisa 18, novamente, não teve boa atuação.

Sem marcar na temporada, o centroavante acumula sete partidas sem balançar as redes. O último gol aconteceu em novembro do ano passado, na vitória diante do Avaí, pelo Campeonato Brasileiro. Também está em branco nas assistências. 

Depois da partida contra o Brasil-RS, pela Copa do Brasil, o atleta esperava terminar com o jejum no "jogo mais importante do ano". Mas não aconteceu. Walter, consciente, admitiu que passa por uma fase complicada.

- O time não foi bem, temos que cobrar mais um pouco. A derrota vai doer, mas vamos levantar a cabeça. O torcedor está certo em cobrar, só que tem que ajudar também. Não vamos estar sempre bem. Passo por um momento difícil e vou sair dessa - declarou.

Com 16 pontos, o Atlético-PR caiu para quarta colocação do Estadual. Na última rodada da primeira fase, o Furacão enfrenta o Toledo no domingo, às 16h, fora de casa.