Millonarios

Equipe colombiana passa por reformulações dentro e fora de campo. (Divulgação/Millonarios)

Guilherme Moreira
22/12/2016
19:23
Curitiba (PR)

O sorteio da Conmebol, realizado na quarta-feira, no Paraguai, colocou o Millonarios-COL no caminho do Atlético-PR na fase 2 da pré-Libertadores. O adversário colombiano, que tem tradição na competição, passa por um momento turbulento.

A crise profunda acontece dentro e fora de campo. Diego Cocca, treinador, surpreendeu e se despediu do clube. Ele vai para o Racing-ARG. O elenco passa por reformulações, com cinco novos atletas sendo apresentados na semana e algumas renovações oficializadas. Todo esse processo passou pelo aval do técnico, que decidiu trocar de clube um dia após a apresentação dos reforços.

Torcedores do time, por exemplo, protestaram nesta tarde na sede administrativa da equipe e pediram renúncia do mandatário Enrique Camacho após a divulgação da saída de Cocca. O dirigente pressionado não gostou da atitude do comandante, que "abandonou" o projeto que ele mesmo iniciou.

- Isso é surpreendente e lamentável que aconteça porque, obviamente, nós estávamos trabalhando com base em o todo o programa que ele havia projetado. Precisamos saber como lidar com as circunstâncias - disse Camacho, em entrevista a LA FM.

Presente no evento, o técnico Paulo Autuori disse que é preciso ter cautela no duelo, mas garante que o Furacão tem condições de avançar no torneio. Durante a Série A, o Furacão foi o melhor mandante e aposta na força dentro da Arena da Baixada para avançar. O jogo de ida desta fase, em Curitiba, acontece dia 31 de janeiro, 1º ou 2 de fevereiro. Já a partida de volta será realizada no dia 7, 8 ou 9 de fevereiro, na Colômbia.

- As equipes colombianas cresceram, são muito mais competitivas. O grau de dificuldade é alto. Vamos enfrentar uma equipe qualificada, mas temos condições de fazer frente e passar da primeira eliminatória. Em jogos eliminatórios, costumo dizer que as coisas ficam menos difíceis em virtude daquilo que formos capazes de produzir. Temos que mostrar que estamos preparados para ter uma participação digna - afirmou.

Se passar pelo Millonarios, o clube brasileiro ainda não entra na fase de grupos, tendo outro confronto mata-mata pela frente. O adversário do vencendor de Universitario-PER e o Deportivo Capiatá-PAR ou Deportivo Táchira-VEN, que jogam pela fase 1.

Passando pelas duas etapas, o Atlético-PR não terá vida fácil. Flamengo, San Lorenzo-ARG e Universidad Católica-CHI são os adversários.

Conheça o Millonarios

Com 79 anos de existência, o Millonarios possui grande tradição na Copa Libertadores. Em 2017, disputará o torneio pela 16ª vez em sua história. Chegou às semifinais da competição em quatro oportunidades: 1960, 1973, 1974 e 1989. A última participação da equipe colombiana na Libertadores aconteceu em 2013.

O Millonarios garantiu vaga na Libertadores 2017 por ter alcançado a maior pontuação geral do Campeonato Colombiano, excluindo os demais times do país já classificadas para o torneio.

A equipe, com sede em Bogotá, manda seus jogos no Estádio Nemesio Camacho "El Campín", com capacidade para 48 mil pessoas. Além da tradição na competição internacional, o time colombiano tem a seu favor a altitude da cidade, de 2.640 metros acima do nível do mar.

O Millonarios é também um dos maiores vencedores de seu país. No currículo, acumula 14 títulos do Campeonato Colombiano e quatro conquistas da Copa da Colômbia.