Wallace - Flamengo (Foto: Wagner Meier/Lancepress!)

Wallace - Flamengo (Foto: Wagner Meier/Lancepress!)

RADAR/LANCEPRESS!
04/11/2015
01:45
São Paulo (SP)

Após sequência de seis vitórias seguidas, o Flamengo entrou em declínio e viu o sonho do G4 se esvair. O capitão do Rubro-Negro, Wallace, comentou sobre o momento da equipe e ressaltou que uma das causas dos maus resultados recentes é a falta de entrosamento, decorrente da montagem do plantel durante toda a temporada.

- Sinceramente, do time que iniciou o ano, sobraram três. Eu, Paulo Victor e Éverton. No início do ano, nosso time era promissor, todo mundo fazia prognósticos, que iríamos sendo candidatos ao título. A equipe foi sendo montada durante o ano. Assim como tiveram seis vitórias, as seis derrotas são reflexo disso. Vai pesando o entrosamento, de ter mudado de treinador. Tivemos três treinadores em nove meses. O Corinthians teve três treinadores em oito anos. Tudo isso contribui para que a equipe não tenha regularidade - afirmou o zagueiro, nesta terça, em entrevista ao programa "Bola da Vez", da ESPN Brasil.

O atleta, que é uma das referências de liderança da equipe, saiu em defesa de Guerrero e Sheik, muito criticados pelos inúmeros cartões e suspensões. Para Wallace, caso os ex-corintianos não chegassem à equipe, o Flamengo se encontraria em posição delicada na tabela.

- Se o Guerrero e o Sheik não tivessem chegado, estaríamos numa situação delicadíssima. Era necessária a vida dele e o Guerrero. Acho injustas as críticas ao Guerrero. Há uma perseguição da arbitragem. Ele vem tomando paulada, e os zagueiros não são advertidos - encerrou.

O Flamengo é o 11º colocado no Brasileirão, com 44 pontos, e não tem mais chances de chegar à Libertadores. Na próxima rodada, o time pega o Goiás, neste domingo, às 17h, no Maracanã.