Goleiro é esperança do clube na decisão da Série A2, neste sábado, contra o Mirassol (foto: Fabrício Cortinove)

Goleiro é esperança do clube na decisão da Série A2, neste sábado, contra o Mirassol (foto: Fabrício Cortinove)

Veronica Almeida
06/05/2016
07:00
São Paulo (SP)

“Ôoh, o Ramalhão voltou, o Ramalhão voltou”. Esse é o clima da equipe e da torcida do Santo André. Após cinco anos, a equipe retornou à elite do futebol paulista depois de superar o Barretos na semifinal e neste sábado decide o título da Série A2 contra o Mirassol, no José Maria de Campos Maia, às 19h (de Brasília), no interior. Em caso de empate a decisão será nos pênaltis e o campeão assegura vaga na Copa do Brasil de 2017.

Um dos principais responsáveis pelo acesso é o goleiro Zé Carlos. Contratado para disputar o Campeonato Paulista, ele chegou para ser reserva, mas assumiu a posição depois que o titular Diego sofreu lesão, logo na quarta rodada da competição. Muralha, Milagreiro, São Zé Carlos e Paredão são alguns dos nomes que o arqueiro do Ramalhão passou a ser chamado depois das boas exibições na Série A2. 

— Está sendo muito especial pra mim o carinho do torcedor aqui no Santo André. Estou adorando muito. Fiquei muito feliz com a atitude do torcedor Roberto, me devolvendo a luva que atirei aos torcedores, no último jogo. Vou usá-la na final e devolverei a ele e, se Deus quiser, com o título. Essas luvas são realmente especiais — disse o goleiro ao LANCE!, lembrando da atitude de um torcedor supersticioso.

Revelado pelo Criciúma, onde atuou por dez anos, ele se diz preparado para a decisão contra o Mirassol.

— Acho que será um jogo muito difícil, eles (Mirassol) têm uma equipe muito qualificada, vão jogar em casa e com o apoio do torcedor. Mas nós temos todas as condições de fazer um grande jogo e sair de lá com o título. É o que a gente almeja – completa Zé Carlos, que possui dois títulos catarinenses, um paranaense e a conquista da Série C do brasileiro, além da uma passagem pela Seleção Brasileira Sub-17, em 2003, quando estava no clube catarinense.

Após a decisão deste sábado, Zé Carlos ainda não sabe qual será seu caminho no futebol e prefere esperar a final de logo mais.

— Tenho um carinho imenso pelo Santo André. Se for pra permanecer, vamos permanecer, mas nada de concreto ainda. O meu pensamento é só na decisão. Quero o título — finalizou.

O jogo decisivo tem promoção aos torcedores, podendo trocar duas garrafas pet por um ingresso. A campanha chamada Futebol Sustentável, tem parceria com a Federação Paulista de Futebol (FPF). Serão disponibilizados dez mil ingressos, sendo oito mil para o time da casa e dois mil ao visitante.