Vitória x Sport

 Tiago Real em ação contra o Sport. Vitória voltou a vencer no Brasileirão (Foto: João Alvarez/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
29/06/2016
21:24
Salvador (BA)

Após duas rodadas sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Vitória voltou a triunfar na noite desta quarta-feira, no Barradão, pela 12ª rodada da competição. Diante de um rival que terminou o jogo com dois expulsos, o Rubro-Negro baiano derrotou o Sport, de virada, por 3 a 2. Clique aqui e confira como foi o lance a lance do duelo em Salvador. 

Com o resultado, o Vitória foi aos 16 pontos, se afastando da zona de rebaixamento do Brasileirão. Já o Sport, que vinha em ascensão, segue com 12 e pode terminar a rodada entre os quatro últimos. O Rubro-Negro pernambucano segue sem vencer fora de Recife pela competição.

PRÓXIMOS JOGOS

O Vitória voltará a atuar pelo Brasileirão no próximo domingo, dia 3, quando visitará o Cruzeiro, no Mineirão, às 11h. Já o Sport, no dia seguinte, receberá o Palmeiras, às 20h, na Ilha do Retiro.

SPORT NA FRENTE, EXPULSÕES E EMPATE DO VITÓRIA

O Vitória tomou a inciativa no Barradão, tentando envolver o Sport. Amaral, logo aos quatro minutos, teve boa chance, mas parou no goleiro Agenor, o substituto do lesionado Magrão. O Vitória era superior, mas coube ao Sport ser eficaz. Eficácia em alto estilo. Cobrança de falta, desatenção da defesa e golaço do zagueiro Matheus Ferraz, que dominou a bola no peito e finalizou com categoria, aos 17 minutos.

O jogo ganharia outra "cara" a partir dos 23 minutos, após Everton Felipe receber o segundo cartão amarelo, ser expulso e deixar o Sport com dez. Sport que ainda perderia o técnico Oswaldo de Oliveira, também expulso. O Vitória passaria a ter mais posse de bola e volume de jogo. Mancini tornou o seu time mais ofensivo ao garantir a entrada do atacante Nickson, o Sport até teve ótima chance com Rodrigo Mancha, mas a pressão seria do time da casa. Pressão que surtiria efeito aos 44. Jogada de Diego Renan e gol de Vander. 

Diego Souza - Vitória x Sport
  Diego Souza tentou, mas não fez a diferença para o Sport (Foto: João                                    Alvarez/Fotoarena/Lancepress!)


VIRADA DO VITÓRIA, OUTRA EXPULSÃO E SPORT VALENTE

O segundo tempo começou da mesma maneira que terminou o primeiro: pressão do Vitória. O gol da virada era questão de tempo pelo volume de jogo da equipe baiana. Bastaria mostrar eficiência para aproveitar os espaços cedidos pelo rival. E a virada veio aos 16. Ótimo passe de Willian Farias, domínio de Euller e finalização sem chance de defesa para Agenor.

A situação do Sport no jogo se complicaria de vez em pouco tempo. Sem poder de reação, o time pernambucano sofreu o terceiro gol aos 18. Jogada de Vander e cabeceio indefensável de Nickson. Eis que, três minutos depois, o atacante colombiano Reinaldo Lenis, que havia entrado em campo aos 15, foi corretamente expulso após receber dois amarelos em um intervalo de poucos segundos. Sport com nove em campo.

E o Vitória garantiu certa emoção ao jogo após a expulsão de Lenis. Mesmo com dois a mais em campo, o time da casa cedeu espaço para um esforçado Sport em determinados momentos e permitiu que o rival diminuísse. E novamente com Matheus Ferraz, fazendo papel de centroavante, aos 32. Mas empate do Sport, que em razão das circunstâncias seria heroico, não veio. O Vitória, apesar de um valente rival, voltou a vencer no Brasileirão. 

FICHA TÉCNICA
​VITÓRIA 3 X 2 SPORT


Local: Barradão, Salvador (BA)
Data-hora: 29/6/2016 – 19h30
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Luiz Cláudio Regazone (RJ)
Público/Renda: Não divulgados
Cartões amarelos: Tiago Real, Dagoberto, Nickson e Vander (VIT), Everton Felipe, Durval,  Lenis e Vinícius Araújo (SPT)
Cartões vermelhos: Everton Felipe, 23'/1ºT (SPT), Oswaldo de Oliveira, 35'/1ºT (SPT), Lenis, 21'/2ºT (SPT)

Gols: Matheus Ferraz, 17'/1ºT(0-1); Vander, 44'/1ºT(1-1); Euller, 16'/2ºT(2-1); Nickson, 18'/2ºT(3-1) e Matheus Ferraz, 32'/2ºT (3-2).

VITÓRIA: Caíque, Victor Ramos, Ramon e Kanu; Diego Renan, Amaral (Nickson, 34'/1ºT), Willian Farias, Tiago Real (Rafaelson, 29'/2ºT) e Euller; Vander e Dagoberto (Yan, 40'/2ºT) – Técnico: Vagner Mancini.

SPORT: Agenor; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rodrigo Mancha, Ronaldo, Gabriel Xavier (Lenis, 15'/2ºT) e Diego Souza (Vinícius Araújo, 29'/2ºT); Éverton Felipe e Edmilson (Rogério, 20'/2ºT) – Técnico: Oswaldo de Oliveira.