Jailson e Wallace - Vitória x Grêmio

         Jailson, o Will Smith gremista, celebra o seu gol ao lado de Walace (Foto: Tiago Caldas Agência Lancepress!)

LANCE!
05/10/2016
21:22
Salvador (BA)

Uma possível classificação do Grêmio para a Libertadores-2017 via Campeonato Brasileiro passará por um melhor aproveitamento do Tricolor fora dos seus domínios. E o primeiro passo passo para meta foi alcançado na noite desta quarta-feira. Com gol de Jailson, o Tricolor derrotou o Vitória por 1 a 0, em plena Arena Fonte Nova, em duelo válido pela 29ª rodada da competição. O Rubro-Negro baiano vinha de três vitórias em quatro jogos sob o comando de Argel Fucks. Clique aqui e confira como foi o lance a lance do jogo em Salvador.

O terceiro triunfo na condição de visitante (ainda são quatro empates e oito derrotas fora da sua Arena) fez o Grêmio chegar aos 43 pontos e assumir a sétima colocação, superando Corinthians e Botafogo, que ainda entrarão em campo na rodada. Já o Rubro-Negro baiano parou nos 35 e pode ficar próximo do Z4. Rubro-Negro que tinha 100% contra os gaúchos no Brasileirão: venceu os dois jogos contra o Inter e havia superado o Grêmio em Porto Alegre. 

PRÓXIMOS JOGOS

O Vitória volta a atuar pelo Brasileirão no próximo dia 13, quinta-feira, quando visitará a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, às 19h30. No mesmo dia, mas às 21h, o Grêmio receberá o Atlético-PR, na Arena. Ambos os jogos são válidos pela 30ª rodada da competição.

CHANCES PERDIDAS NO PRIMEIRO TEMPO

Sobraram chances de gols no movimentado primeiro tempo em Salvador. O Vitória tratou de pressionar o Grêmio desde o início, mantendo a bola em seu campo de ataque e apostando, principalmente, nas jogadas pelas laterais. A pressão rubro-negra foi interrompida apenas aos 11 minutos, quando o Tricolor teve ótima chance de gol. Walace, após roubada de bola, deixou Henrique Almeida na boa, mas o centroavante gremista concluiu para a bela defesa de Fernando Miguel.

O Vitória seguia mais envolvente e encontrando facilidade para transpor a marcação rival. E também levava mais perigo quando apostava em lançamentos. Em um deles, Marinho lançou Kieza que cabeceou. Grohe espalmou e a bola ainda pegou na trave, aos 21. O Grêmio cresceu de produção na sequência, conseguindo equilibrar o jogo e teve até um gol bem anulado. Henrique Almeida ainda teve outra ótima oportunidade aos 44, após conseguir passar por Ramon e e ver Kadu impedir seu gol quase em cima da linha. Faltou precisão para o Tricolor e também para o Leão.

JAILSON GARANTE O TRIUNFO GREMISTA

Coube ao Grêmio voltar mais organizado para a segunda etapa. Organização que se refletiu em gol aos oito minutos. Cobrança de falta com Douglas, desvio de Jailson e bola no ângulo esquerdo de Fernando Miguel. Grêmio na frente. O Vitória, por sua vez, não conseguia ser efetivo, deixando a desejar no momento de concluir as jogadas.

Argel promoveu a entrada de Serginho no Vitória, o que garantiu mais inspiração ao time baiano. O Leão passou a ter mais posse de bola, mas não conseguia transpor a marcação gremista. Já o Grêmio passou a desperdiçar contra-ataques e boas investidas, principalmente com Everton, que entrou bem no jogo. O Vitória foi valente, mas não teve tranquilidade e inspiração para vencer Bruno Grassi. Mérito do Grêmio, que conseguiu ser mais eficaz e conquistou ótimo resultado em sua luta pelo G6. 

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 0 X 1 GRÊMIO


Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data-hora: 5/10/2016 – 19h30
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Auxiliares: Luiz Antônio Barbosa (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)
Público/Renda: 19.652 pagantes/R$ 447.297,50
Cartões amarelos: Vander, Kanu e Willian Farias (VIT); Iago, Kannemann e Pedro Rocha (GRE)
Cartões vermelhos: Não houve.

Gol: Jailson, 8'/2ºT(0-1)

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diogo Mateus, Ramon, Kanu e Diego Renan; Willian Farias (Euller, 33'/2ºT), Marcelo e Tiago Real (Serginho, 12'/2ºT); Marinho (Vander, 38'/1ºT), Kieza e Zé Love – Técnico: Argel Fucks.

GRÊMIO: Marcelo Grohe (Bruno Grassi, Intervalo); Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Iago; Walace, Jailson, Ramiro, Pedro Rocha (Wallace Reis, 43'/2ºT) e Douglas; Henrique Almeida (Everton, 27'/2ºT) – Técnico: Renato Portaluppi.