Daniel Bortoletto
22/02/2016
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

Nada melhor do que um Fla-Flu vencido para apagar de vez as memórias de um Flamengo x Vasco perdido. Assim o Rubro-Negro se recuperou no Campeonato Carioca no período de uma semana.

Em Brasília, o time de Muricy Ramalho começou mostrando um futebol bem mais convincente, com melhor organização tática na criação e levando menos sustos na defesa. Poderia ter saído do primeiro tempo com mais do que o 1 a 0 parcial, que teve ajuda de Diego Cavalieri antes da conclusão de William Arão.

TABELA: Veja como está a classificação após a 5ª rodada do Carioca

O Tricolor, por sua vez, voltou a mostrar fragilidade no setor de marcação, principalmente pelas laterais, algo que já tinha ficado claro até em triunfos recentes, como o sobre o Cruzeiro pela Primeira Liga.

A vitória do Fla foi garantida logo aos dois minutos do segundo tempo, com Guerrero, de cabeça. Com dez de cada lado, Scarpa, com um golaço de falta, colocou fogo no jogo. Wallace, capitão, fez besteira e também foi expulso. Mas não o suficiente para tirar do Rubro-Negro os três pontos.


Já Botafogo e Vasco ainda podem bater no peito para dizer em alto e bom som que sustentam campanhas perfeitas no Carioca. Cinco jogos, cinco vitórias, 15 pontos, 100% de aproveitamento e líderes com folga. Motivos de sobra para o torcedor estar animado neste início de semana. Mas é bom não exagerar. No sábado, o Vasco sofreu para furar a retranca do Tigres. Mesmo com um jogador a mais, o time de Jorginho só conseguiu marcar pela primeira vez aos 35 minutos do 2 tempo. E garantir o 2 a 0 com falha grotesca do goleiro Renan.

A vida do Botafogo foi ainda mais complicada. A vitória sobre a Cabofriense foi conquistada aos 45 da etapa final. E de pênalti. Se as campanhas são perfeitas, o mesmo não pode ser dito do futebol mostrado pelos líderes.

Por fim, um registro alarmante. 2.240 torcedores pagaram ingresso no jogo do Vasco. Já para ver o Botafogo foram 2.398. Rendas somadas de R$ 92 mil. Até quando vão achar isso normal?