Copa UPP

Copa UPP 2016 terá o seu fim no próximo fim de semana (Foto: Armando Paiva / FotoBR)

RADAR/LANCE!
24/07/2016
11:37
Rio de Janeiro (RJ)

Depois de quase 90 partidas realizadas ao longo dos meses de junho e julho, a Copa UPP 2016 definiu, no último sábado, o confronto que apresentará o desfecho desta edição: a final será disputada entre as comunidades do Vidigal e da Vila Kennedy, em São Januário, dia 30.

Os duelos das semifinais

Em uma virada memorável, o Vidigal derrotou a campeã do ano passado e favorita Mangueirinha. A equipe da Baixada vinha se destacando mais uma vez, começou vencendo o jogo, mas numa virada surpreendente, no meio do segundo tempo, o Vidigal emplacou um 3 a 1. 

- O nosso ponto forte é o toque de bola. Enfrentar a Mangueirinha foi difícil, mas nós vamos com tudo para a final. Cada jogo foi uma final - disse Ricardo Martins, autor do primeiro gol do Vidigal. 

E, na partida seguinte, mais uma surpresa. A Vila Kennedy, que assim como a Mangueirinha começou vencendo, viu a vaga na final escorrer pelos dedos conforme a equipe do São Carlos emplacava uma série de gols bem no fim da partida, no estádio do São Cristóvão. Mas a VK, como chamam os moradores, correu atrás e empatou o jogo em 2 a 2, levando para os pênaltis a chance de se classificar novamente neste ano para a decisão. No último momento, o policial militar Emerson Di Stephano fez um golaço, garantindo a classificação da Vila Kennedy.

- A Vila Kennedy tem união e parceria. Somos seis policiais no time e todo mundo se integra muito bem. A alegria também é nosso ponto forte, da pra ver na cara da galera aqui - disse Emerson.

Resultados:

Vidigal 3 x 1 Mangueirinha
Vila Kennedy 3 x 1 São Carlos (nos pênaltis, depois do empate de 2 x 2)

Presença de Beltrame

Secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame esteve no campo do São Cristóvão de Futebol e Regatas - local dos dois confrontos do último sábado - para acompanhar as semifinais e prestigiar o campeonato, que une policiais de Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) e moradores das comunidades atendidas.

- Acredito que o esporte é o meio mais rápido de integrar as pessoas. E eu espero que esse evento traga ainda mais instituições, pessoas e a própria comunidade - comentou o secretário.