Guns N Roses

Axl, Duff e Slash vão voltar a tocar juntos no festival Coachella, nos Estados Unidos, em abril (Foto: Divulgação)

Hugo Mirandela
06/01/2016
13:24
Rio de Janeiro (RJ)

O Guns N' Roses contará novamente com alguns integrantes da formação original da banda após 23 anos, no festival Coachella, nos Estados Unidos. Axl Rose e Slash, uma reunião que parecia impossível acontecer novamente, vão voltar a tocar juntos em abril deste ano. Além do guitarrista, o baixista Duff McKagan foi outro membro da origem da banda que confirmou presença nas apresentações. O tema vem sendo tratado como 'a volta da formação clássica' do grupo e agitou os fãs. Para mostrar como o tempo passou desde a última vez que o três subiram no palco, o LANCE! Fez uma lista de como era o futebol no ano de 1993, quando o Guns fez o último show da turnê dos álbuns Use Your Illusion no Estádio Monumental de Nuñez, casa do River Plate, em Buenos Aires (Argentina).

Seleção Brasileira ainda era tri

Romário seleção brasileira
Romário classificou o Brasil para a Copa e brilhou nos EUA (Foto: AFP)

No último show com Axl, Slash e Duff juntos pelos Guns, o Brasil ainda era tricampeão da Copa do Mundo. A seleção vivia um jejum de 23 anos de Mundiais e estava com dificuldades nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 1994. O povo clamava pela convocação de Romário, que não vinha sendo convocado pelo técnico Carlos Alberto Parreira. Com o time precisando da vitória contra o Uruguai na última rodada, o treinador acabou cedendo à pressão e chamou o Baixinho. O atacante não decepcionou e fez o dois gols do triunfo, garantindo a vaga brasileira.

Argentina campeã

Batistuta
Batistuta foi uma das estrelas do título (Foto: Intercontinetal Press)

O ano de 1993 também marcou o último título profissional da seleção argentina. Os hermanos conquistaram a Copa América, que foi disputada no Equador, vencendo o México na final por 2 a 1. Um dos destaques do time foi o goleiro Goycoechea, que brilhou nos pênaltis contra o Brasil, nas quartas de final, e na semi, contra a Colômbia. Outras estrelas da equipe eram Batistuta, Redondo e Simeone.

Palmeiras quebrando jejum em grande estilo

Palmeiras 1993
Verdão conquistou três títulos em 1993 (Foto: Palmeiras)

O ano do último show da formação clássica do Guns foi glorioso para o Palmeiras. Depois de 17 sem título, o Verdão quebrou o tabu vencendo o Campeonato Paulista contra o rival Corinthians. O timaço palmeirense, que tinha nomes como Edmundo, Evair, Edílson, Roberto Carlos, Zinho e César Sampaio, comandado por Vanderlei Luxemburgo, também conquistou o Rio-São Paulo, também batendo o Timão na final, e o Brasileirão, derrotando o Vitória na decisão.

Olympique Campeão da Liga dos Campeões

Olympique de Marseille campeão da Liga dos Campeões de 1992-1993
Time francês venceu Champions de 92/93 (Foto: Divulgação/UEFA.com)

O Olympique de Marseille venceu a Liga dos Campeões na temporada 1992-1993. O time francês bateu o Milan na final por 1 a 0, na Alemanha. O gol foi marcado por Basile Boli, aos 44 minutos de jogo, após escanteio cobrado por Abedi Pelé. A partida também marcou o último jogo do craque holandês Marco van Basten com a camisa do time italiano.

São Paulo campeão da Libertadores e Mundial

São Paulo campeão mundial em 1993
São Paulo conquistou o bi mundial em 1993 (Foto: AE)

O ano de 1993 também foi de muita comemoração para o São Paulo. O Tricolor paulista conquistou o bicampeonato da Libertadores após bater a Universidad Católica na decisão. Além disso, também ganhou a Supercopa da Libertadores sobre o Flamengo, nos pênaltis, com direito a cobrança perdida por Marcelinho Carioca pelo Rubro-Negro. Para coroar a temporada, o time também foi bi mundial vencendo o Milan na final. O time italiano jogou a competição porque o Olympique de Marseille, campeão da Liga dos Campeões naquele ano, foi acusado de corrupção na França.

Integrantes do trio MSN ainda eram crianças

Suárez, Neymar e Messi: trio mais mortal da história do Barça (Foto: AFP)
Suárez, Neymar e Messi ainda eram crianças (Foto: AFP)

Messi, Suárez e Neymar, que tem encantado o mundo com o Barcelona, vencendo cinco dos seis títulos possíveis na última temporada, ainda eram crianças. O camisa 10 do Barça tinha apenas seis anos, assim como o craque uruguaio. Já o brasileiro tinha só um ano de idade.

Glorioso campeão da Conmebol

Botafogo campeão da Conmebol em 1993
Bota levou a Conmebol em 93 (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)

O Botafogo comemorou um título internacional em 1993. O Alvinegro conquistou a Copa Conmebol, vencendo o Peñarol (URU) na final nos pênaltis. Após empates por 1 a 1 e 2 a 2 nos jogos decisivos, o título foi decidido nas penalidades. O time carioca levou a melhor, ganhando a disputa por 3 a 1.

Vitória vice do Brasileiro com jovem Dida no gol

Dida com a camisa do Vitória em 1993
Jovem Dida era o goleiro do Vitória no Brasileiro (Foto: Reprodução)

O Vitória surpreendeu em 1993 e decidiu o Campenato Brasileiro com o todo poderoso time do Palmeiras. Na campanha, o Leão deixou muitos outros times grandes pelo caminho. O goleiro da equipe era o jovem Dida, que estava começando a sua carreira. O time também tinha Paulo Isidoro e Alex Alves. O time baiano acabou perdendo os jogos da decisão por 1 a 0 e 2 a 0.