Arena das Dunas (Foto: Aldo Carneiro/ LANCE!Press)

Arena das Dunas (Foto: Aldo Carneiro/ LANCE!Press)

RADAR/LANCE!
04/07/2016
19:42
Natal (RN)

Os problemas trazidos pela Copa do Mundo ainda estão longe de acabar. Uma auditoria realizada nesta segunda-feira pela equipe técnica da Comissão de Acompanhamento e Fiscalização da Copa 2014 (CAFCOPA) do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte apontou indícios de superfaturamento na Arena das Dunas, em Natal. Os danos nos cofres públicos são de R$ 77 milhões até o momento.

A equipe técnica sugeriu que, se os pagamentos referentes ao estádio continuarem a ser realizados, os danos aos cofres públicos chegariam a R$ 457 milhões em 15 anos.

O relatório comparou a construção da Arena das Dunas com a Arena do Grêmio, também feita pela Construtora OAS. O custo por assento em Natal foi de R$ 12.749, enquanto que na casa gremista, foi de apenas R$ 8.875, indicando um sobrepreço de 43,65%. Orçada inicialmente em R$ 400 milhões, a Arena das Dunas custará ao Estado nos próximos anos R$ 1,4 bilhão.

Antes de ser analisado pelo Tribunal de Contas, o relatório ainda passará pela defesa do Governo do Rio Grande do Sul e da Construtora OAS, além de receber vistas do Ministério Público e do relator do processo, conselheiro Paulo Roberto Chaves Alves.